It's me!

31. Recifense.
Canceriana com ascendente em sagitário.
Psicóloga no RH. Viciada em café.
Mãe do Francisco, do Joaquim e do Oscar.

Luciana

What Read Next

Pré-sal


Da última vez que nos falamos eu fui grosseira. Lamento por isso, mas ultimamente as únicas coisas que tenho conseguido sentir não são lá muito boas. A sensação de término é horrenda, pois parece que arrancaram o caminho que havia sob os meus pés. Não sei para onde ir, por mais que também não soubesse enquanto estávamos juntos.

Já estive em fossas antes, mas essa é mais profunda. Pré-sal. É onde estou e tentando descobrir o que devo fazer agora enquanto aprendo a viver sem você. Foram 5 anos convivendo com você e falando contigo todos os dias e há 10 não sei o que é ser solteira. O que é ter somente a si mesma?

Sinto falta de todas as coisas e o luto parece não passar. As pessoas dizem que é normal, que vai passar e tentam me animar falando que em breve aparece alguém legal. Não quero. Os traumas me fazem não querer e aceitar que os planos mudam e o que nem sempre a gente tem o que quer. Mas ao mesmo tempo, entre dias ruins e outros suportáveis, tenho momentos de uma lucidez tão grande que quase dou graças ao universo por não sermos mais nós. É tudo dúbio e complexo. Não me cabe mais.

Em paralelo encontro conforto em ombros conhecidos e outros que não conheço. Essa jornada que já começou é longa e depende apenas de mim. Mesmo magoada e agora sem você, a cada dia reconheço que a luta é apenas minha e que o tempo, como todos dizem, vai se encarregar de fechar essas feridas.

Imagem: O U T W O R K

Comentários

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *