It's me!

31. Recifense.
Canceriana com ascendente em sagitário.
Psicóloga no RH. Viciada em café.
Mãe do Francisco, do Joaquim e do Oscar.

Luciana

What Read Next

Sem palavras

Vezenquando, procuro palavras que demonstrem o que sinto, expressem meus gritos mudos e minhas raivas contidas, mas só encontro vazio. Vazio por que nenhuma delas serve pra dizer e nenhuma acerta o alvo. Não é só feliz, não é só triste, nem alegre, nem descontente... Não é nada disso. É algo que nã…

Carta para você

"E eu esperei, esperei, esperei tanto tempo, nossa, como eu esperei.  Acho que eu nunca esperei tanto nada em toda a minha vida." (Tati Bernardi)
Você me pediu para esperar, me deu data e hora e disse que viria pontualmente. Acreditei e desde o começo esperei, esperei muito e cinco meses dep…

Falta

As palavras simplesmente foram brincar de esconde-esconde no brejo, só pode. Sumiram todas, viraram confusão e depois vazio, nada mais. É tudo um tanto estranho, pois elas até chegam à mente, formam frases miúdas, projetos de textos, mas não chegam às pontas dos dedos. Acho que elas se perdem na co…

Em silêncio

"Onde você está indo com esse rosto triste?
Não se esconda como um oceano que você não pode ver,
Mas pode sentir..."
(Dave Matthews Band - "Where are you going?")

Me escondo no silêncio, na ausência das palavras que se tornam transparentes diante do que sinto e na falta de gestos. F…

Inferno astral

Há tempos em que a gente parte mais do que chega, pensa mais do que faz e chora mais do que sorri. Tempo onde as tempestades parecem não ter fim e, por mais que o sol brilhe do lado de fora, por dentro parece que sempre chove e faz frio, apesar de haver também um pequeno cobertor que aquece nesses …

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *