It's me!

31. Recifense.
Canceriana com ascendente em sagitário.
Psicóloga no RH. Viciada em café.
Mãe do Francisco, do Joaquim e do Oscar.

Luciana

What Read Next

Suicídio em versos...

Suicídio em versos

Ah! Dê-me um sonífero eterno!
Algo que entorpeça a minha existência
Que me faça desligar desse mundo insano
E me deixe afastada de mim por algum tempo.

Um ópio para minha vida
Um desligamento para minha mente
Um entorpecente para minha dor
Algo que me faça dormir eternamente!

A tristeza m…

Sobre o escrever...

Chegam para mim e perguntam:



“O que é escrever pra você? O que você sente quando escreve?”







Tentando não seguir nada muito formal ou acadêmico, aí vem a minha opinião pessoal sobre isso.







Escrever é uma forma de expressar pensamentos acerca de si mesmo ou de algo! Isso soa óbvio demais, porém, a di…

A noite dissolve os homens

A noite dissolve os homens


A noite desceu. Que noite!
Já não enxergo meus irmãos.

E nem tão pouco os rumores que outrora me perturbavam.

A noite desceu.
Nas casas, nas ruas onde se combate,
nos campos desfalecidos, a noite espalhou o medo e a total incompreensão.

A noite caiu. Tremenda, sem esperança..…

Solidão e projeção...

Um trecho de “Os sofrimentos do jovem Werther”, de Goethe:



“Certamente que sim, pois sendo da nossa índole compararmo-nos a todas as coisas e comparar todas as coisas conosco, a nossa felicidade ou a nossa desdita dependem dos objetos desse confronto; de sorte que nada é mais perigoso para nós do qu…

Vem

Vem...

Vem!
Por que demoras tanto?
Não vês que te quero
E a espera maltrata meu corpo?

Vem!
Por que ficas em silêncio?
Não percebes que anseio ouvir tua voz
bem próximo ao meu ouvido?

Vem!
Por que não reages?
Não enxergas que o desejo do teu corpo junto ao meu
É o que me enlouquece nas noites frias?

Vem!
Por que…

No meio do caminho tinha uma pedra... Eu?!

* No meio do caminho *



No meio do caminho tinha uma pedra

tinha uma pedra no meio do caminho

tinha uma pedra

no meio do caminho tinha uma pedra.



Nunca me esquecerei desse acontecimento

na vida de minhas retinas tão fatigadas.

Nunca me esquecerei que no meio do caminho

tinha uma pedra

Tinha uma pedra no meio…

As duas flores...

As duas flores

São duas flores unidas
São duas rosas nascidas
Talvez do mesmo arrebol,
Vivendo,no mesmo galho,
Da mesma gota de orvalho,
Do mesmo raio de sol.

Unidas, bem como as penas
das duas asas pequenas
De um passarinho do céu...
Como um casal de rolinhas,
Como a tribo de andorinhas
Da tarde no frouxo véu…

Morrer deve ser tão frio

É, mais um furacão... Por que continuar?

* Morrer deve ser tão frio *

Morrer deve ser tão frio,
solidão no cais do porto,
como as águas de um rio
desaguando num mar morto.

Fechando o início de um cio,
findando um trajeto torto,
alívio, talvez, desconfio,
depois, talvez, desconforto.

Talvez, quem …

Te amo!! \o/

Mais uma vez versos surgem rapidamente... esses são apaixonados, feitos para o mocinho que tanto amo. ^^


* Presentes da presença *

Trago-te flores para abrir tua semana...
Vermelhas como o amor que por ti sinto.

Trago-te cores para iluminar teu dia...
Azul, roxo e amarelo em troca do cinza habitual.

T…

Parte de mim

* Parte de mim *

Onde estiveres, eu estou
Onde tu fores, eu vou
Se tu quiseres assim
Meu corpo é o teu mundo
Um beijo, um segundo
És parte de mim.
Para onde olhares, eu corro
Se me faltares, eu morro
Quando vieres distante
Solto as amarras
E tocam guitarras
Por ti como dantes
Agarra-me esta noite
Se…

A visita...

Hoje a Saudade bateu em minha porta e trouxe consigo suas amigas Solidão e Tristeza. Elas não são daquelas visitas mais esperadas, mas não consegui evitar que entrassem e tomassem conta do sofá de minha sala. Começaram a conversar comigo e no meio da prosa foi surgindo lembranças e sensações que se…

Vida em versos...

Versos e mais versos surgem em momentos como esse... Não são muito cheios de lógica, mas é o que consigo fazer (nunca fui boa com versos, nem sei por que escrevo...) Gostaria de ser menos pessimista, mas não consigo ser no momento. Tudo que gostaria era ter o mesmo fim que o poema abaixo... Quem sa…

O fim

A variação de humor do ser humano ainda é algo intrigante para mim, principalmente quando eu também me encontro sujeita a ela. Isso não é nada bom, e é em momentos como esse que acabo escrevendo algo... Esses versos foram escritos quase agora...







É o fim do caminho

Estamos na rota de colisão

O mundo …

A menina sangra!

Eis que surge um pôr-do-sol pondo fim a esse estranho e longo dia e trazendo consigo a negra noite na cidade.

Tão frágil e tão perdida... Eis que se encontra a menina completamente sem rumo e atordoada pelos seus pensamentos e ações. Ela quer mudar, mas isso lhe parece impossível... Tão fraca ao pon…

Quem é você?

As palavras a seguir foram escritas por uma amiga... segundo ela, boa parte das palavras foram inspiradas em sua própria visão de vida e no que ela pensa sobre mim. Lendo bem, percebi que realmente parece comigo, ela acertou!



Quem é você?

Quase sempre uma fortaleza impenetrável
Imersa em mistério, seg…

Outra menina...

Seus dias passam com emoções oscilantes e quase insuportáveis. Ela vai da alegria à tristeza em questão de momentos e isso faz com que sua tristeza seja sentida com mais intensidade, já que além dos seus conflitos “comuns”, ela ainda depara-se com a incrível variação de seu estado.



Ela tem coisas qu…

Sem palavras

Livros, livros e mais livros...

Hoje fui em uma grande livraria daqui, um espaço bem interessante, literalmente um mundo de livros a minha volta e eu compulsivamente querendo comprar todos. Oo

Acabei não comprando nenhum... haha

Já tenho uma lista enorme e um dia realizo meu sonho de ter uma bibliotec…

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *