Cantando eu mando a tristeza embora

by - 21:38

"Por entre fotos e nomes
Os olhos cheios de cores
O peito cheio de amores vãos
Eu vou
Por que não, por que não..."
[Caetano Veloso]


E mandei, mandei toda a tristeza passear. Cantei, dancei e fiquei feliz. Feliz por estar em um lugar incrível, em um momento lindo e com alguém muito especial. Como já espalhei pelos quatro cantos do mundo internético, fui ao show do Caetano Veloso e da Maria Gadú. Foi lindo. Só lamento não ter tirado nenhuma foto, afinal de contas, ainda me falta uma câmera. Mas ainda assim, sem fotos, tenho todos os momentos muito bem guardados na memória. Cada detalhe e sensação que ficou. E mais uma vez eu digo, foi lindo!

Caetano e Maria Gadú formam uma dupla incrível. Ambos tocam bem e cantam divinamente, eis um fato. O show deles é dividido, começa com os dois cantando Beleza Pura e logo em seguida temos uma dose satisfatória de Maria Gadú cantando sucessos dela e de outras pessoas que marcaram sua carreira. Depois Caetano volta, cantam mais algumas juntos e quem sai é a Gadú, que dá espaço para o lindo cantar seus maiores sucessos. Cantei tudo, cada verso de cada música. Fiz coral com o namorado e com todas as vozes que encheram o Chevrolet  Hall no tão comentado dia onze do onze de dois mil e onze. Por fim, volta Maria Gadú e eles cantam novamente juntos. Tudo ficou joia rara, qualquer coisa que se sonhara. 

Devo dizer que esse show foi, para mim, marcante em vários sentidos. O primeiro show da minha vida, ao lado do namorado e de duas pessoas que aprendi a gostar com o tempo. Cresci ouvindo os Cds do Caetano que minha mãe ouvia, mas nunca gostei. Eu era uma criança/adolescente do contra e não gostava de MPB. Burra, isso que eu era. Cresci, criei um pouco de juízo e descobri Caetano. Gostei. Com a Maria Gadú foi parecido, eu detestava ela. Achava cópia barata da Cássia Eller, cantora de modinha que teve uma boa oportunidade e fez sucesso na novela. Preconceito barato e mais uma burrice minha. Venci resistências, ouvi as músicas dela e pronto, foi só amor.

Eles combinam, rola uma química que não sei explicar, só vendo para sentir na pele e nos ouvidos o que eles conseguem fazer com as músicas. Leãozinho ficou mais linda, Rapte-me Camaleoa ficou mais envolvente, Odara ficou mais envolvente e Nosso estranho amor ficou mais comovente. Mais uma vez, lindo. E o cenário, o que era aquilo? Simples, apenas efeitos de iluminação e nós, namorado e eu, ficávamos viajando. Enfim, essa é apenas a opinião de uma pessoa que está extremamente apaixonada por um momento da vida que ficou marcado de maneira indescritível. Só sei que gostei e, repetindo mais uma vez e até cansar, foi lindo!


Você também pode gostar

5 comentários

  1. Tudo foi magico, oura fantasia e o melhor era de verdade,
    a musica e estar com que você ama fez tudo ficar melhor.

    Queremos mais né amor!

    Te amo! ontem foi o o começo apenas!

    ResponderExcluir
  2. Lucas Henrique dos Reis12 de novembro de 2011 23:50

    Que coisa linda, meu Deus! Eu não acredito! Meu sonho ir nesse show. 

    Me senti super envolvido com a sua descrição das luzes, namorado, música, Caê, Gadú... Oh, meu Pai! Inveja boa =)

    ResponderExcluir
  3. Ownn kkkk
    Tenta ir, Lucas! Vale muito a pena.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. dei o cd de presente pro meu pai, e quem não tira as músicas do ipod sou eu. adorei a suavidade dos dois juntos. lindo lindo :)

    ResponderExcluir
  5. Rolou uma certa inveja da minha parte. Como eu queria ir a esse show! Vai ter aqui em Brasília, mas dinheiro, cadê?

    ResponderExcluir