Nosso amor dentro dos meus olhos.

by - 10:56



Sei que já estamos juntos há bastante tempo e que também já te dei mais de 365 motivos para eu te amar. Mas agora, amor, vou dizer porque te acho o homem mais interessante do mundo:

Primeiro, porque você tem esses olhos eternamente brilhantes, e porque eles sempre são capazes de brilhar ainda mais quando olham para mim. Além disso, esses mesmos olhos são as portas de entrada para um mundo colorido e mítico que se esconde bem aí, nessa sua cabecinha hipercriativa.

Depois, porque você tem uma boca macia e que é só sua, pois nunca vi igual. E essa boca também é minha, deliciosamente minha nos últimos vinte e ouito meses. Sua boca é daquelas que é fininha em cima e que vai crescendo em baixo e, além disso, é uma boca grande. Combinação perfeita para ótimos beijos, dos mais sensíveis, aos mais atrevidos. Impossível não amá-la.

Seu cabelo também é um amor à parte. É fino e insiste em ficar com as pontinhas enroladas quando cresce um pouco mais, o que te irrita um bocado. Porém, eu adoro, pois são nesses momentos que aproveito para sentir seus cabelos nas minhas mãos e fico tentando dar um jeito nele, o que geralmente acontece, apesar dele ficar todo bagunçadinho e você ficar lindo desse jeito.

Ainda tem as suas mãos, que tenho a certeza de que estão sempre quentes. Quentes, grandes e sempre muito espertas. Suas mãos parecem ter vida própria, seja nos meus cabelos, no meu pescoço ou em qualquer outro lugar, sempre sabem o que fazer. São mãos de artista, com dedinhos ágeis e cheios de técnicas ninja.

Tem também o jeito como me beija, que sempre é diferente dependendo das suas intenções. Tem aquele beijo lento, que acaricia cada pedacinho da minha boca, é sem pressa, pura calma. Tem aquele seu beijo afoito, devorador, que engole e possui. E também tem aquele beijo na pontinha do nariz ou na testa, encatadores e tão poderosos quanto um "Te amo".

Tem o jeito como você me olha quando te recebo no portão aos domingos. Aquele olhar de saudadefelicidade, que sempre me lembra como os reencontros são deliciosos. Tem também aquelas vezes que você me olha de um jeito diferente, apertando um pouco os olhos e que eu já sei o significado, que sua imaginação está a mil com as várias indecências que se misturam na sua cabeça.

Também tem a forma como você me enxerga - inédita e só sua. Uma forma que me irrita muitas vezes, mas que também motiva e inspira. Aquela forma de olhar que capta todos os detalhes, toca no íntimo e me mostra que você me enxerga muito mais e melhor do que qualquer outra pessoa.

Tem também o jeito que fala e mexe as mãos sem parar, principalmente quando se empolga com ideias brilhantes que sempre surgem na sua cabeça. E o jeito como você me fala dos seus sonhos, do estresse no trabalho e a vontade de mudar, e também da nossa casa colorida que nós mesmos vamos pintar.

Tem o jeito que insiste em dizer que sou bonitinha quando fico com sono repentinamente ou quando faço barulhinhos enquanto durmo. E o jeito fofo que deita na cama e me abraça gostoso dizendo que vai me esquentar, pois eu vivo gelada e você sempre quentinho.

E também tem o jeito que dorme comigo. O jeito que me abraça de conchinha e ao mesmo tempo, como um quebra-cabeças, encaixa o corpo todo no meu. E nessas horas, aproveito o silêncio para sentir você pegando no sono e respirando no meu pescoço. E também aproveito para (re)acreditar que isso tudo realmente está acontecendo, que você realmente existe e está comigo.

Tem também o jeito como vem me falar indecências no pé do ouvido, com aquela voz calma e um pouco rouca que vai me fazendo enlouquecer só de escutar. E como, logo em seguida, põe em prática tudo que disse, daquele jeito só seu. E tem o jeito que aprendeu rápido demais como eu gosto de sentir prazer.

E, finalmente, apesar da lista não precisar realmente terminar por aqui, tem o jeito como você sempre me surpreende a cada dia e faz com que eu me apaixone cada vez mais, me fazendo acreditar que a vida pode ser boa, e linda, e ter raios de luz e, imprescindivelmente, apaixonante - como você.



Baseado no texto de Jaque Barbosa, que você encontra aqui.

Você também pode gostar

23 comentários

  1. Ah sim, eu fico toda idiota quando leio sobre esse amores que inspiram, sabe? Louca de pedra para encontrar um que me inspire a escrever e descrever eses detalhes percebidos por olhos apaixonados *--*

    ResponderExcluir
  2. você é a pessoa mais chata que eu conheço! fica escrevendo assim toda bonitinha, e fofinha, só pra mim de derreter todo, ficar com cara de besta aqui no trabalho, sorrindo pra parede, e sispirando fazendo todo mundo que esta a minha volta perceber que eu te amo tanto! mais tanto! que não consigo para de sorrir mesmo no meio de tanto stress!

    Te amo minha pequena FloR de cerejeira!, essas coisinhas chatas suas me fazem me apaixonar, e te amar mais ainda! a cada dia!.

    Te amo amo amo amo!

    ResponderExcluir
  3. se tem coisa melhor do que a gente sentir tudo isso, é ver nos olhos do outro que ele também sente.

    lindo, mil vezes lindo.

    ResponderExcluir
  4. Ah Lu, que lindeza viu?! Eu até vou fazer um, pode?
    Tão tão tão bom a gente se ver assim, que nem o seu moço disse ali em cima sabe, suspirando... É uma sonseira gostosa de sentir, isso é amor, isso sabe, da gente ser assim cheio de defeito e mesmo assim o outro ser aparentemente tão feito pra gente... Tão o molde exato do nosso buraco.
    Ah, que ele te faça feliz sempre, eternamente!!!!

    ResponderExcluir
  5. E vai-se um suspiro bem gasto com seu texto.
    LINDO.
    Parabéns!
    Beijos *

    ResponderExcluir
  6. Que lindo! Gostei daqui. Estou seguindo e voltarei mais vezes para conferir seus textos ;)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Tá. Terminei de ler e nem sei o que dizer. Só que vivi tudo o que você escreveu, nesse minuto em que te li. Vivi tudo, só que com o meu pequetito.
    Lindo, Lu. Mil vezes lindo [2].

    Beijo beijo

    ResponderExcluir
  8. Já leio o seu blog há algum tempo e ao ver hoje esse post pensei: preciso escrever sobre o tempo que não se está junto, embora pareça que esteja... posso dizer que foi uma inspiração também, né?!

    Lindo texto!

    ResponderExcluir
  9. ô Lú é tanto amor. Fiquei sem ar.

    Um beijo ficou bonito demais!

    ResponderExcluir
  10. Lindo, lindo, lindo.
    O acaso me fez ler seu texto ouvindo "Casamento", música de uma banda chamada Tianastácia, que eu descobri ontem fuçando na internet e tava louca pra mostrar pra alguém que fosse ouvir e se encantar, como eu me encantei.
    Parei pra calcular que vinte e oito meses são dois anos e quatro meses e repeti isso em voz alta umas três vezes, em choque e encantada, tentando imaginar quantas brigas e pazes vocês já tiveram.
    Sabe, menina, falar de amor sem medo de ser brega é raro. Falar de amor sem medo de ser brega e sem ser brega, quase impossível de se ver. E você conseguiu. Tô apaixonada pelo seu jeito de falar de amor.

    ResponderExcluir
  11. Tô meio descrente agora, Lu.
    Comecei a ler e perdi a vontade de continuar.

    pra registrar: teu amor é lindo.

    Beijo

    ResponderExcluir
  12. ai, aii, lindíssimo minha cara. Merece vários suspiros.

    ResponderExcluir
  13. Lu... agora você foi a chata! Que texto lindo! Mas acho que esse amor só acontece pra quem acredita, não é meu caso! Todo o amor do mundo pra vocês!

    Bjos

    Ah! Legal você à frente do Post Coletivo!

    ResponderExcluir
  14. Após ler esse texto a gente sabe perfeitamente qual seu tipo de homem preferido kkkkkk
    Lindas suas palavras: apaixonantes, calmas, "safadas" e transparentes. Gostei =D

    Gostei mais ainda desse seu template. Você que fez?
    Se foi, pode pensar em um parecido pra mim [sou assim mesmo, vou direto ao ponto, rs]

    Beijos, se cuida mocinha!!!

    ResponderExcluir
  15. Lindíssimo. Fiquei encantada, como todos os outros. Aposto.
    Eu não posso dizer exatamente que tenho um amor assim... Embora queira, muito. Enquanto isso, fico feliz por ter um tipo de melhor amigo que traz inspiração :)

    ResponderExcluir
  16. Viajei no texto, aaaaaah eu tbm quero um amor assimmmm rsrsrs...
    Oh céus, uma inspiração explendida de faltar o ar!!!
    Ameeeeiii, Luu adorei o texto!! Parabénssss

    Bjo, te espero para uma visita no Splash True

    ResponderExcluir
  17. Sorrisos ao ler esse texto, do início ao fim.

    Adoro gente cheia de amor!

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  18. Que gostoso esse texto, na verdade essa declaração né?!
    Não sei prq, me remeteu a finais de tarde ensolarados, chão quente...paixão...inocência...sei lá, sei que gostei!

    Lindo o blog, parabéns :)

    ResponderExcluir
  19. Eu acho que senti uma pontinha de inveja, rs. Daquelas brancas e boas, bonita. É que cá dentro eu tenho um amor bem bonito, mas não tão belo e perfeito como o teu, porque é recíproco. Acho que é até meio repetitivo, mas o amor de vocês dá filme ;D

    ResponderExcluir
  20. Eu estou simplesmente apaixonada pelo seu blog. Há dias eu venho revirando ele aos poucos, depois de ler o seu texto maravilhoso do post passado, e cada vez mais só venho descobrindo uma escrita linda. Muito bom te ler, menina :)

    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Marcelly Sanches Piga31 de agosto de 2011 10:59

    bom..falo o que?...lindo demais...mas lindo ainda é pouco pra falar...vou usar então a palvra que mais gosto...eh que diz tudo... isso é amor...e ponto..amor..

    ResponderExcluir