Resenha - Lolita

29 de outubro de 2011 //

"Lolita, luz de minha vida, labareda em minha carne. Minha alma, minha lama. Lo-li-ta: a ponta da língua descendo em três saltos pelo céu da boca para tropeçar de leve, no terceiro, contra os dentes. Lo. Li. Ta. Pela manhã ela era Lô., não mais que Lô, com seu metro e quarenta e sete de altura e calçando uma única meia soquete. Era Lola ao vestir os jeans desbotados. Era Dolly na escola. Era Dolores sobre a linha pontilhada, Mas em meus braços sempre foi Lolita".

O que dizer sobre Lolita? Muitas pessoas já ouviram esse nome e talvez até saibam a história. Entretanto, imagino que o número de pessoas que conhecem apenas uma parte da história e já possuem um preconceito sobre o livro também deve ser grande. Diante de todo o enigma, digamos assim, acerca do livro, resolvi lê-lo e não me arrependo nem um pouco. Pelo contrário, a partir de agora ele está na minha lista de livros favoritos e recomendáveis. Enfim, vamos à história.

Lolita é um romance inglês escrito pelo russo Vladimir Nabokov e publicado pela primeira vez em 1955. O livro é protagonizado por Humbert Humbert, um professor de poesia francesa, que se apaixona por Dolores Haze, sua enteada de doze anos de idade a quem ele chama de Lolita. Desde o início do romance, Humbert se define como um pervertido, ou seja, ele sempre teve consciência de sua pedofilia e de seus comportamentos diante das tão faladas ninfas. Ao longo do livro, Humbert narra toda a sua história ao lado de Dolores, contando desde o dia em que se conheceram até o ponto final de suas aventuras. Ao ver Lolita, Humbert apaixonou-se à primeira vista: "Tenho grande dificuldade em exprimir com suficiente ênfase aquele lampejo, aquele tremor, aquele choque de apaixonado reconhecimento". Desde então, todos os atos do protagonista visam apenas um objetivo: possuir Lolita. E, com uma ajudinha do destino (digamos assim) ele consegue.

O casal viaja por vários pontos dos Estados Unidos, hospedando-se em motéis/hotéis que servem de cenário para os momentos relatados no livro. No decorrer do romance, Humbert tenta demonstrar como os comportamentos e a moral de sua amada Lolita mudaram durante o tempo em que ficaram juntos. Após esse período, a história do casal muda radicalmente e assim vemos o definhar de Humbert em sua busca pela sua amada Lolita desaparecida (não, não vou dar detalhes do fim do livro, ok?). Sobre o final do livro, a única coisa que posso dizer é que fiquei surpresa por não ter percebido algumas coisas antes. Ou seja, adorei isso!

Na época em que fora escrito por Nabokov, esse romance provocou reações diversas, algumas consideradas como engraçadas e outras fascinantes, de acordo com o próprio Nabokov. Por tratar-se de uma história que envolve pedofilia (já que é o padrasto relacionando-se sexualmente com a enteada de apenas doze anos), Lolita é, até hoje, vítima de muitas reações equivocadas, pois muita gente pensa que o livro não passa de um relato de perversões sexuais. Porém, não é nada disso! Pelo contrário, o tema menos explorado é o sexual que, quando aparece no texto, é apenas com alguns detalhes, mas nada que venha a perturbar a santidade dos leitores castos.

Vale lembrar que a história de Lolita virou filme, existindo duas versões: a de Stanley Kubrick, de 1962, com uma mistura de drama e suspense; e a de Adrian Lyne, de 1997, que difere da primeira. Como ainda não assisti nenhum dos dois, me abstenho de opiniões, mas recomendo (e recomendo também o texto da Nina, do Sobre Fatalismos).

  • Informações:
         Título: Lolita - Vladimir Nabokov
         Título original: Lolita
         Autor: Vladimir Nabokov
         Gênero: Romance
         Nº de páginas: 319-391 (varia com a edição)
         Sinopse: leia aqui.


Algumas capas de Lolita.

11 comentários:

  1. Gostei da sua crítica, ainda existe uma cantora chamada Alizee que gravou uma música em homenagem ao livro chamada "Moi Lolita". Segue o link da música com legenda:http://www.youtube.com/watch?v=1IfjQktoDIE
    abraços! 

    ResponderExcluir
  2. Comecei a Ler o livro hoje assim que você me enprestou amor, e de fato é uma leitura gostosa e que prende a atenção do leitor, sem contar que a leitura é rapida. gostei muito por isso deixei você devolver para a biblioteca, é mais gostoso comprar um livro quando se esta com vontade de mordelo *¬*~.

    Te amo amoR!
    como sempre me mostrando mais desse mundo cheio de letras!

    Te amo!

    ResponderExcluir
  3. Legal a música e a guria realmente parece uma ninfa digna de ser chamada de Lolita! kkkkk xD

    ResponderExcluir
  4. Amore gostou do livro *-*
    Só assim a gente compra kkkkk \o/

    ResponderExcluir
  5. Tinha um cara vendendo esse livro a 5 reais um dia desses do lado da minha casa, capa dura, super conservado. Pena não ter comprado! :/

    ResponderExcluir
  6. PUTS, como você não comprou?!?!?! kkkkk Eu tô doidinha pra comprar esse livro, mas quero a capa da Companhia das Letras, é a mais lindinha (a 8ª)!

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia, foi bom ler sua resenha!

    ResponderExcluir
  8. erickinha_fofinha_1631 de outubro de 2011 16:36

    "...nada que venha a perturbar a santidade dos leitores castos".Ri demais com isso! HAHAHAHA
    Eh bien, a sinopse é meio ":O". Um cara se apaixona por uma menina de DOZE ANOS? Patológico.Mas do jeito que você falou sobre o livro, deu uma vontade enorme de ler. Quem se interessa por psicologia, acho que um livro desses é bem interessante para conhecer melhor a mente de um pedófilo.
    Um abraço, Luciana. ;D

    ResponderExcluir
  9. erickinha_fofinha_1631 de outubro de 2011 16:39

    Oxe! Que presepada que saiu o meu comentário! Por que ficou "erickinha_fofinha_16"? Tá que é o meu e-mail, mas pensei que saíria Erica Ferro. Que loucura!

    Enfim, sou eu, a Erica Ferro, do blog Sacudindo Palavras (ericaferro.blogspot.com).

    :*

    ResponderExcluir
  10. kkkkkk Até eu ri depois com isso, ficou tenso.
    É uma história muito doida, patológica mesmo, mas também bastante interessante. *-*

    E acho que teu email apareceu porque tem que fazer o login com alguma conta, daí aparece teu nome linkando para o teu perfil.

    Beijo!

    ResponderExcluir