RespirAR...

by - 17:00

Imagem: 'breathe', por ~RobbyP


"Breathe, breathe in the air.
Don't be afraid to care.
Leave but don't leave me.
Look around and choose your own ground."
('Breathe' - Pink Floyd)





Estava no meio de uma aula chata e sentia-se sufocada. Precisava de ar, da liberdade e o ar que ela trás consigo. Não conseguia se concentrar em mais nada a não ser na angústia pela falta de algo que é essencial. Estranho sentir-se mal no local que sempre lhe era tão acolhedor. Queria sair, precisava sair antes que o ar lhe faltasse completamente.

Avançara, pálida, porta afora. Saiu deixando suas coisas para trás, pouco lhe importavam naquele momento. Ela queria o ar, imediatamente! Saiu andando sem direção. Os prédios da cidade, as ruas tumultuadas, os sujeitos com os mesmos palavrões de sempre e o mesmo intinerário de sempre lhe sufocavam ainda mais. Precisa encontrar um lugar livre. Esbarrou em algumas pessoas e o máximo que conseguia captar eram as grosserias que eram, no mínimo, um 'Tá cega garota?'. Não importava, só queria fugir e respirar.

Encontrou uma praça. Deixou-se cair no chão como quem cai na cama mais macia. Para ela, aquela grama era mais confortável do que qualquer cama: era natural! Precisava dessa natureza, do pouco que restava dela, da calma. Era sintonia, passou a respirar junto com a terra. Foram seus minutos consigo mesma, com o natural que há em si, sua parte sem agendas ou provas para lembrar. Minutos em que viver não lhe parecia tão pesado. Desde então a liberdade a tomou e nunca mais fora a mesma pessoa.

Inspirou, expirou, respirou... Suspirou.


- Luciana Brito -

Você também pode gostar

15 comentários

  1. E nesse Dia.. o Céu estava Lindo.



    sabe... te amo!
    minha pequena...

    ResponderExcluir
  2. Muito bonito o conto, moça! Tem uma "ar desesperado" no meio, e no final eu consegui sentir junto com a garota o alívio e a liberdade...

    obs: viva o pink floyd!

    Até logo.

    ResponderExcluir
  3. Ai Amadaaaa
    Há dias que me sinto assim... mas não vou me deitar numa praça, vou ao mirantezinho que tem aqui e olha a cidade calma de lá.
    Sem barulho e quase imovel.

    Sinto-me menos sufocada.

    BeijOs querida quiamoooo

    ResponderExcluir
  4. Não há nada melhor que deixar-se invadir pela liberadade! Bjus.

    http://contesta-acao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. As vezes tudo que queremos é deixar algumas coisas para trás, embora não conseguimos, mas sempre tem um lugar em que nos sentimos melhor acolhido do que em outros..!

    bjoooos luh !

    ResponderExcluir
  6. Acredito que muitas pessoas se sintam assim tantas vezes, a diferença é que não se deixam levar pela voz da liberdade e ela fez isso e muito bem, pois escolheu a natureza como companheira.

    Lindo demais o texto

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. muitas vezes ja senti esse desespero.

    precisamos respirar.

    bjosss...
    .
    _________@@@@@@@@__________@@@@
    ________@@@________@@_____@@@@@@@
    ________@@___________@@__@@@______@@
    ________@@____________@@@__________@@
    __________@@________________________@@
    ____@@@@@@______@@@@@___________@@
    __@@@@@@@@@__@@@@@@@_________@@
    __@@____________@@@@@@@@_______@@
    _@@____________@@@@@@@@@_____@@
    _@@____________@@@@@@@@___@@@
    _@@@___________@@@@@@@______@@
    __@@@@__________@@@@@________@@
    ____@@@@@@_______________________@@
    _________@@________________________@@
    ________@@___________@@__________@@
    ________@@@________@@@@@@@@@@@@
    _________@@@_____@@@_@@@@@@@@
    __________@@@@@@@@ @@@@@@
    ___________@@@@@_@
    ____________________@
    ____________________@
    _____________________@
    ______________________@
    _______________________@____@@@
    _______________@@@@__@__@____@@
    _____________@_______@@@____@@
    ______________@@@@____@__@@
    ______________________@
    _____________________@

    ResponderExcluir
  8. O extravasar da angústia se resume em um fugir da rotina, uma rota sem direção, um alívio imediato. A moça estava certa. Fuga ao desespero. Espero.

    ResponderExcluir
  9. Respirar o ar que a liberdade exala traz renovo à alma e acalma a mente mais pesada...

    Eu quero deitar nessa grama também, tô precisando! Tem hora que tdo sufoca!

    Bjus!

    ResponderExcluir
  10. ...E o "ar" que ela tanto procurava não era o ar que se respira, faltava-lhe a liberdade que enfim foi encontrada.

    Um beijo Lucrete! rs

    ResponderExcluir
  11. Ô, Luuuu! Luuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!

    Ouviu? Da Bahia para o Recife, um grito gay bagarái de quem quer te dar um abraço. Pode? (:

    Tantas vezes te leio me vendo nos textos, moça. Tantas vezes a grama já foi meu ponto de descanço. À noite, então, com estrelas no teto, e um violão de voz conhecida fazendo trilha. Tantas vezes, liberdade...

    Respiremos. E um suspiro, daqui, é teu.

    Beijo, frô.

    ResponderExcluir
  12. OI luh

    ótimo texto...

    nada como o ar da liberdade...essencial pra viver =]

    beeijo

    ResponderExcluir
  13. Consegui sentir o alívio que ela teve ao deitar na grama!
    Tem coisas que precisamos que a gente só descobre o que é no meio do caminho.

    Beijocas mamis! <3

    ResponderExcluir
  14. ADOREII AKIE!
    ja to seguindo


    e vc faz tonar o mero processo de respirar uma coisa toda uou!

    ResponderExcluir
  15. ... tocar o chão, andar desacalço... contato consigo, com o mundo. necessário por demais para reativar forças e sonhos.

    beijos lú

    =)

    ResponderExcluir