Encontrar-se

by - 12:49

Imagem: 'Locked Away', por *littlemewhatever.



"A luz de uma paixão, o dedo da morte,
o lento pincel da solidão
desenharam meus contornos, firmaram
meu chão."



Trancou-se em si mesma com um único objetivo: acalmar os pensamentos. Todas aquelas vozes congestionavam seu pensar, seu sentir. Não compreendia mais o que poderia querer ou fazer. Surgiu a dúvida, a negra dúvida trajada nas mesmas vestes de sempre. Aquela que sorrateiramente se aconchega e destrói tudo assim como um castelo de areia que a onda vem e leva em um piscar de olhos.

Seu mundo, que nunca fora permeado por certezas, estava mais confuso que antes. Era preciso avaliar, pesar valores... Descobrir o que realmente é capaz de sentir. Estranho temer que as cenas se repitam nesse teatro que é a vida, porém, essa peça não permite ensaios. Não é permitido ensaiar até que a cena dê certo... Tudo só pode ser feito uma vez.

É desarmonia. Precisou de um momento seu, um encontro íntimo consigo mesma. Obras, reformas, mudanças. Sentia-se uma construção que precisa ser restaurada por ter sido desgastada pelo tempo. O implacável tempo que nos transforma ao longo dos eventos que acontecem. Escultura moldada com acontecimentos do passado e que, com a ação do mesmo tempo, tornam-se só história.

Porém, é preciso superar, melhorar... Uma busca incessante por auto-reconhecimento. Nada que um momento a sós com a própria existência não possa resolver.



"porque no vasto oceano
a minha eventual desarmonia
é apenas uma gota
desafinada.
Mais nada"




* Trechos de Lya Luft em 'Para não dizer adeus'. Texto integral em 'Pensar é transgredir', págs. 111 e 112.

Você também pode gostar

15 comentários

  1. Respirar...
    tirar as pilhas do relogio
    para o tempo...
    olhar tudo
    não ouvir nada

    e soltar, todo
    o ar preso.



    *-* minha pequena, tu escreve muito!
    amo tu!

    ResponderExcluir
  2. A dúvida inquieta a alma. Só uma reunião entre a emoção e a razão, em silêncio, poderá decidir o caminho certo a seguir...

    BjU!

    ResponderExcluir
  3. Lux Amada minha

    Obras, Reformas e Mudança dá muito, mas muito trabalho. Também trazem contratempos e aborrecimentos... mas quando chegam ao fim... ai que alivio!
    Vemos que o transtorno é pequeno diante da satisfaçao do resultado!

    Lindo texto, como praxe.

    Te AmooooOOO

    ResponderExcluir
  4. Tirar férias do mundo, é bem assim que a gente consegue se reavaliar e com isso, mudar... evoluir...

    bjm Lugrelaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  5. Eu achei o fim perfeito,retrata bem o que grandes acontecimentos se tornam depois de certos tempos, viram apenas histórias passadas..

    bjoooos luh

    ResponderExcluir
  6. bom fim de semana.
    bjosss...
    .
    ..*Bjao**Bjao*
    ..*Bjao*...*Bjao*
    ..*Bjao*.....*Bjao*
    ..*Bjao*...*Bjao*
    ..*Bjao**Bjao*
    ..*Bjao*...*Bjao*
    ..*Bjao*.....*Bjao*
    ..*Bjao*....*Bjao*
    ..*Bjao**Bjao*

    ................*Bjao*
    ................*Bjao*
    ................*Bjao*
    ................*Bjao*
    ................*Bjao*
    ................*Bjao*
    *Bjao*.......*Bjao*
    .*Bjao*.....*Bjao*
    ...*Bjao*.*Bjao*
    .......*Bjao*

    .........*Bjao*
    ..*Bjao*....*Bjao*
    *Bjao*.........*Bjao*
    *Bjao*.........*Bjao*
    *Bjao**Bjao**Bjao*
    *Bjao**Bjao**Bjao*
    *Bjao*.........*Bjao*
    *Bjao*.........*Bjao*
    *Bjao*.........*Bjao*

    ........*Bjao*
    ..*Bjao*...*Bjao*
    .*Bjao*......*Bjao*
    *Bjao*........*Bjao*
    *Bjao*........*Bjao*
    *Bjao*........*Bjao*
    *Bjao*........*Bjao*
    .*Bjao*......*Bjao*
    ..*Bjao*...*Bjao*
    ........*Bjao

    ResponderExcluir
  7. Lu,

    E quando a gente se ausenta de si, como faz? Quando tudo tem o sentido de um rascunho?

    Lucidez em excesso, é pura loucura.

    Beijo, frô.

    [Meu comentário tá emo bagarái].

    ResponderExcluir
  8. A busca pelo equilibrio denota muita vigilancia.

    Por vezes é preciso recolher-se

    Carinho

    Denise(recolhida)

    ResponderExcluir
  9. OmG Q lindo seu blog! seu texto! tudo!
    beijos

    ResponderExcluir
  10. 'Uma busca incessante por auto-conhecimento' .. adorei esse trecho do texto, que por acaso, é lindo !
    Baci

    ResponderExcluir
  11. os momentos de solidão são os mais importantes para o auto-conhecimento, trancar-se em si as vezes é fundamental para continuar em equilibrio com o mundo.

    ResponderExcluir
  12. busca incessante!!!!

    minha parte essa... ^^

    bjo, luuuhhh!

    ResponderExcluir
  13. Sinceramente, eu ainda não consigo entender do que mais gosto no seu blog.. se é a forma como você escreve, ou se é a sua ortografia mais que atraente e correta... enfim, o que importa é que a cada post novo, me surpreendo e só me dá mais vontade de voltar aqui.

    ~Adorei sua interpretação do meu texto e concordo muito com você. Não foi exatamente aquilo que eu quis passar... eis o livre pensar ^^

    *DB*

    ResponderExcluir
  14. Ah Luh como sempre escrevendo muito bem
    As vezes fico assim também: privacidade.
    Um tempo meu que posso reavaliar-me
    Já li esse livro da Lya Luft, muito bom.
    Nos faz pensar tantas coisas, recomendo
    Um grande beijo Luh

    ResponderExcluir
  15. Que lindo o texto. Ando vivendo num momento assim, então ler essas coisas, de certa forma, é reconfortante. Vou procurar o livro.

    ps. Adorei o blog, vou te linkar ok?

    Beijinhos

    ResponderExcluir