Playlist: Love Hurts

15 de setembro de 2012 //


Quem nunca teve o coração partido ao menos uma vez na vida que atire a primeira pedra. Eu, como toda boa adolescente que se preze, tive meus momentos drama queen por causa de romances não correspondidos. Sim, porque, para mim, adolescência sem dor de cotovelo não merece ser chamada de adolescência. Precisamos sofrer por aquele carinha que juramos ser o amor da nossa vida, mas que teima em dizer que te vê apenas como amiga. Ou pior, precisamos passar pela situação clichê de nos apaixonarmos pelo paquera da melhor amiga ou pelo carinha que só tem olhos para ela, mas que a criatura teima em não se render aos galanteios do rapaz.

É preciso dar uma de Maria do Bairro, minha gente, porque esse tipo de coisa é que nos faz ser quem somos depois que essa fase passa. E para sobreviver às dores do coração partido, precisamos de um consolo que vá além das horas de conversa com as amigas. É aí que entra a boa e velha música. Lembro dos meus tempos de MTV e da choradeira que era quando tocava aquela música que deveria ser a trilha sonora do romance que existia apenas na minha cabecinha. Era triste. Mas hoje, crescida e com o coração recuperado dos traumas, passei por mais um momento "recordar é viver" e resolvi fazer uma playlist dor de cotovelo, daquelas tristes de doer e só com músicas que eu costumava ouvir - ou seja, antigas (oi?). Espero que gostem!

Love Hurts by Luciana Brito on Grooveshark

E para quem não gosta do Grooveshark, também disponibilizei a playlist no 8tracks.

Imagem: we♥it .

18 comentários:

  1. Curti loucamente essa trilha sonora.
    Te odeio do fundo do meu coração por isso.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...
    Sério, gêmea. Compartilho também do tempo de MTV e lágrimas. Totalmente lasqueira!
    Mas como boa brasileira que sou, assim como você, também sobrevivi e aprendi (e até hoje aprendo) com essas situações de coração partido.
    O melhor da postagem, além das músicas, foi 'É preciso dar uma de Maria do Bairro'. Ri absurdamente com isso, e fiquei me imaginando uma Maria do Bairro da vida. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

    Amei, gêmea linda do meu coração.
    Beijo em tu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahauhauahuah não me odeie não, gêmea.
      Todas nós temos um lado Maria do Bairro, sabia? Somos sofredoras, minha filha. hahaha

      Excluir
  2. A maioria das músicas nem são tão antigas, Lu - ou de repente estou velha e nem percebi.
    Aliás, excelente playlist!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei lá, me refiro a elas como antigas porque hoje em dia não acho nada semelhante a elas e me sinto velha. hahaha
      Obrigada! ;)

      Excluir
  3. Adoro música dor-de-cotovelo, mesmo tendo sofrido muito poucas na minha vida - sério. Qualquer dia desses aí te conto com detalhes que, apesar de ter me apaixonado várias vezes, nunca me apaixonei de verdade por ninguém antes de Weslley. Ou seja: difícil chorar por quem você nem curte tanto.
    Mas enfim, como já disse: adoro música dor-de-cotovelo e jajá vou escutar essa playlist. Começa com The Calling, o que já é amor.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Bem, acho que sou um dos culpados por essa lista por causa da nossa conversa "recordar é viver".
    Senti falta de CPM 22, mas tudo bem. Realmente essa lista é meio passadinha, bem triste, mas é ótima. As músicas trazem boas recordações.

    Beijão, Luciana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fê, eu fiz essa playlist enquanto a gente conversava (deu pra notar, né?) e olha, até pensei em colocar CPM, mas acabei fazendo só com músicas gringas. Depois faço a versão nacional.

      Excluir
  5. Me identifiquei: com o texto e com a música. Como temos quase a mesma idade, não é surpresa, pois eram as músicas da época. Tem uma música que até lembrou um namorado...rs

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Adorei as músicas. Muitas eu via minhas irmã ouvindo quando era pequena. kkkk

    ResponderExcluir
  7. Músicas dignas de dor de cotovelo haha! Lembro dos meus dramas de adolescência, e olha, eu era dessas que fantasiava um romance por um cara que nunca disse 'oi' pra mim e sofria horrores kkk. Mas depois veio os dramas mais 'reais', e sempre pensei que serviam de experiência para um romance verdadeiro. Um beijo Lú!

    ResponderExcluir
  8. adorei a playlist nossa tive tantas músicas de fossa na adolescência isso inclui avril (antes de virar princesa do pop) los hermanos, cpm 22,silverchair entre outras milhares de bandas que escutava.
    Realmente ficava revoltada quando eu estava querendo ficar com um cara e ele só tinha olhos para a garota que nunca ia dá uma chance para ele ¬¬

    ResponderExcluir
  9. Eu amo Creed, Nickelback e a que você postou do Hoobastank. São músicas lindíssimas, e que realmente já me fizeram chorar alguma vez, na minha adolescência. Tenho 22 anos, então somos praticamente da mesmo "época musical", e acho que é por isso que me identifiquei tanto com a sua playlist. Adoro músicas antigas, e continuo achando que hoje em dia ninguém mais faz músicas tão lindas (de letra, de melodia) como antigamente, rsrs.
    Ah, eu adoro o Groovershark.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, concordo contigo, Gabi. Acho que hoje em dia não temos mais músicas nesse estilo, com letras e melodias bonitas de verdade. Tanto que na maioria das vezes, recorro às antigas para realmente ouvir algo legal (seja alegre ou triste).
      Beijo!

      Excluir
  10. Ah, tudo roedeira! HAHAHAHA
    Mas pelo nome da playlist, senti falta de uma música do Incubus, que se chama - adivinha - Love Hurts!
    Deu até vontade de escutar ahaha.
    Mas antes, vou ouvir essa sua playlist linda das dores de cotovelo.

    :*

    ResponderExcluir
  11. Amei a trilha sonora, Lu! Fiquei toda saudosista - como já disse no Facebook. De fato: adolescência sem dor de cotovelo não é adolescência.

    ResponderExcluir
  12. Porra meu gosto musical é muito bizarro mesmo. Eu só conhecia as do Evanescence rs

    ResponderExcluir
  13. Como diz a Fer: Tá porreta essa playlist!

    "eeeeeeeendamêêêêsiuuuuuuuuuuuuuulooooooooooove". ♪

    Tá salvadinho ali, pra eu ouvir todo santo dia!

    ResponderExcluir
  14. Muito boa a playlist! Relembrei os tempos sofridos de The Calling! Haha
    Beijos

    ResponderExcluir