Fugidia

3 de setembro de 2010 //

"Procuro esconderijo
Encontro um novo abrigo
Como a arte do seu jeito
E tudo faz sentido"
('Esconderijo' - Ana Cañas)


Hoje eu quis fugir. Fugir das pessoas que conheço, de mim e até de ti. Me veio uma vontade de sumir sem explicar e nem deixar bilhete de adeus. Quis simplesmente sumir por um tempo, o suficiente para me encontrar, ouvir algumas músicas que relembrassem minhas crises existenciais e outras que não me deixassem esquecer que tenho um amor e nem tudo está perdido. Eu quis um lugar vazio, longe de tudo, sem telefone ou internet. Apenas o vazio e eu, o silêncio e meus pensamentos.

Eu quis chorar até ficar submersa pelas minhas lágrimas, gritar até perder o ar e sair andando por aí, sem rumo e direção, buscando respostas para algumas questões que tiram o sono de vez em quando. Hoje eu quis descobrir qual o sentido da vida, o que farei no futuro e se tudo isso dará certo no final. Quis tentar, em vão, acalmar meu coração diante dessa coisa estranha que é ficar adulto, mesmo eu não sendo mais nenhuma adolescente de 15 anos.

Senti saudade de sofrer por amor, dos tempos de colégio, dos amigos distantes e de quando as coisas pareciam mais distantes e algumas questões e escolhas pareciam estar em um futuro que nunca chegaria. Mas chegou e cá estou eu, tendo chiliques histéricos e sem saber o que fazer.

Quando fico assim, tua voz me aparece como um convite, calmante natural que me salva de tudo isso e, mesmo que eu fique quieta, fico pedindo no silêncio que você não pare de falar, que continue dizendo as verdades que preciso ouvir e me faça acordar dessa escuridão que às vezes teimo em querer mergulhar. Você me salva de mim mesma, me leva para a calmaria e me dá, apenas com um gesto, tudo que mais preciso quando me sinto assim, fugidia.




Imagem: daqui.

12 comentários:

  1. a gente só cresce quando sente medo, só ama quando falta amor, a gente só se encontrou quando não tinha ninguém, nos apenas nos encontramos quando nos vimos em alguem, você e eu.

    Te amo minha pequena, vou te buscar seja onde estiver sempre meu amor, te amo!

    ResponderExcluir
  2. Já me senti assim por diversas vezes!
    Gosto muito das coisas que escreve!!
    um beijo =*

    ResponderExcluir
  3. Acho que todo mundo se sente assim às vezes. Pena que nem todos conseguem expressar esse momento com palavras tão bonitas.
    Beijão Lu

    ResponderExcluir
  4. Todos possuem momentos assim... O importante é ter quem nos tire desse tipo de sensação... Uma musica do Evanescence... Um refrão do Reação em Cadeia... Ou mesmo aquela pessoa em especial...
    http://codignolle.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Conflito, acredito que só crescemos no conflito... bjs

    ResponderExcluir
  6. Owm minha gêmea!
    Que lindo! Que tocante!

    É tão bom ler o que você escreve!

    ResponderExcluir
  7. é bom ter um porto minimamente seguro nessas horas, e tu tem querida, tu tem.

    beijo grande.

    ResponderExcluir
  8. Hoje eu tb quis fugir, mas fi do meu coração

    ResponderExcluir
  9. Fugir para a solidão é o que mais precisamos vez ou outra. Mas mesmo lá, algo que deixamos sempre nos alcançará e nos trará de volta.

    ResponderExcluir
  10. Lu, falei sobre isso de ser salva de mim mesma no meu último post.. e sinto isso tudo aí que você está sentindo!
    Estranho..
    mas fugir é bom quando se tem pra onde voltar!

    Bjos

    ResponderExcluir
  11. Expressou muito bem o sentimento.
    http://compromissocomoacaso.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Quantas vezes já me senti assim!
    Você descreveu perfeitamente a necessidade que eu sinto de fugir às vezes, ou melhor de tentar fugir... porque no fundo sou só eu contra eu mesma... Lindo texto viu!?
    E no fim, estou eu tentando ter 'Calma pra contar nos dedos...'
    Beijo grande!

    ResponderExcluir