Dane-se tudo

25 de abril de 2010 //

"Eu tenho um sonho, eu tenho um destino,
e se bater o carro e arrebentar a cara toda saindo daqui, continua tudo certo."
(Caio F. Abreu em "Dama da Noite")



Quero mais é que tudo vá para o inferno. Dá pra entender? Pouco me importa se isso é querer demais ou reduzir tudo à minha vontade, quero mais é ser egoísta uma vez na vida. Quero gritar ao mundo o que sinto aqui dentro, arrebenta cada fibra desse músculo involuntário que a gente chama de coração e que teima em ferrar com a vida da gente quando nos apaixonamos. Não ligo, quero mais é me ferrar para sempre se for para amar alguém.

Cara, 'cê' sabe o que é isso? É uma vontade de falar tudo e deixar você com as mãos tremendo e as pernas bambas com a enxurrada de amor que tenho pra te dar. É o desespero que toma conta de mim toda vez que te vejo sorrir e penso que é exatamente este que quero guardar na estante e tomar como meu abrigo. Não há muita lógica nisso, eu sei, e nem estou aparentando muita lucidez aos teus olhos. Mas posso te jurar que não bebi e nem usei nenhum tipo de droga, sou eu de corpo e alma aqui na tua frente e gritando aos quatro ventos que te amo. Entende?

Não ligo que me achem imatura, inconsequente ou qualquer coisa desse tipo. Ligo apenas para a minha vontade de encontrar O Verdadeiro Amor e a certeza de que já encontrei exatamente em ti. Não se assuste comigo. Só me compreenda e entenda tudo isso que te jogo na cara como se fosse a coisa mais simples do mundo. E é, pois amor é simples como matemática e é contigo que quero me somar.

É isso, eu te amo. Entende? Agora que já esclareci tudo isso, não fala nada, demonstra e me toma, me beija e me ama como eu te amo.



_______________________________________
Para você que me ama e vai copiar sem creditar:
plágio é crime e não é novidade.
O blog tem licença, ou seja, está copiando consciente do erro e isso é mais fácil ainda de te incriminar.
Posso te colocar aqui, ó.
Ok? E não, não é uma ameaça.



Imagem:'A movie script ending I by', por *brambura33.

12 comentários:

  1. Gostei da forma como escreve! Intensa...
    Seguindo aqui ;)
    Um beijo =*

    ResponderExcluir
  2. Lu,

    Passando antes de ler pra te dizer que há um ano ela continua a plagiar. E ela não retira os posts, ela só mudou o link do blog. Se isso acontecer novamente, vou denunciar naquele link. Dizem que é bem sério a fiscalização. Só tem que juntar o plágio com nosso original, parece.

    Eu não caibo em mim de raiva. E ao mesmo tempo dá um desânimo tão imenso...

    Beijo, frô.

    ResponderExcluir
  3. Esse negócio de plágio é fogo. Fico temendo quantas pessoas podem ter plagiado meus textos. São muitas por muitos dias. 3 anos já. O problema é que o simancol, agora, só com receita médica ou ordem judicial.

    Mas os seus textos tem sua marca. Isso importa.

    Bjim e ótimo texto

    ResponderExcluir
  4. Pois é Luciana esse tal de plágio é um alguém terrível, mas não se assuste você sempre se reinventa. Enfim, mais um daqueles textos de tocar o coração no mais profundo dele. É tão legal te ler. Beijos, boa semana e sorte com esse tal de plágio que insiste em te assombrar.

    ResponderExcluir
  5. Ah Lu, que lindo o amor!
    Adoro o modo como você escreve soltando as frases, as palavras como quem solta pipa em dia de muito vento. Um modo meio louco mesmo.
    Você tem jeito de menina mandona, de mulher segura de si que bem sabe o que quer e principalmente o que não quer!
    Sou sua fã.

    PS: Pode deixar que se um dia eu for copiar, colocarei os créditos super bem merecidos!

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  6. Esse é o melhor momento do amor.
    Dane-se todo o resto.
    Pq o resto é só o resto.
    E o que importa é que ele te beije.

    Beijo Lu!

    ResponderExcluir
  7. Tem dias que a gente chuta mesmo o balde, né? Dane-se, gostei.

    Charlie B.

    ResponderExcluir
  8. Pode crer que nunca vou te plagiar. E espero que nunca façam isso comigo.

    Gostei e estou seguindo.

    http://tocadocogumelo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. O amor é lindo,o que mata é a falsidade...
    embutida com a sacanagem!!!
    Mas sempre é válido!
    beijo!

    ResponderExcluir
  10. Adoro até suas virgulas, seus pontos, interrogações e exclamações. Adoro sua revolta pelo plágio, adoro estar e fazer de certa forma parte daqui.

    Acredito que hoje é um bom dia pra agradecer pelo fato de você compartilhar com nós o seu dom. Obrigado.

    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Em uma palavra: INTENSO.

    Amor é assim, é mais que bonitinho.


    BeijOs

    ResponderExcluir