Do meu olhar no teu...

30 de junho de 2009 //
Imagem: 'distant kiss', por ~mieke720


"Gostar de ver você sorrir
Gastar das horas pra te ver dormir
Enquanto o mundo roda em vão
Eu tomo o tempo"
('Vermelho' - Vanessa da Mata)



Telas expostas. Era como um museu estranhamente formado apenas por duas imagens e belezas que não poderiam ser tocadas. Perdia a noção do tempo e do espaço enquanto estava alí, parada, olhando aquele que é o seu quadro preferido e do qual tentava guardar cada pequeno detalhe dentro de si, na memória, como quem guarda um amuleto no bolso e pode tocá-lo a qualquer momento.

Não havia palavras para explicar como ela se sentia enquanto estava alí olhando e sendo olhada. Tinha vontades desconexas ou cheias de certeza. Paradoxos. Talvez uma vontade de chegar mais perto e tocá-lo, achar um pequeno defeito, ou quem sabe ficar simplesmente olhando enquanto sua mente tratava de dar vazão a turbilhões de pensamentos.

A imaginação ia longe. Havia uma relação minimamente proibida e que dava uma estranha sensação de ter dentro de si as famosas borboletas no estômago, o arrepio na pele e quem sabe até o lábio levemente mordido. Seus olhares se cruzavam, fotografavam cada instante e ganhavam vida própria, além de revelar os segredos de cada um e suas vontades ainda silenciosas.



- Luciana Brito -

12 comentários:

  1. ainda não há, palavras, para explicar esse céu de estrelas, que vejo em seus olhos....
    de pouco em pouco desvendando cada vontade... cada segredo... e assim vamos escrevendo essa historia!


    Belo texto minha amada!
    Te Amo! pequena dos olhos estrelados!

    ResponderExcluir
  2. Uma descrição detalhadíssima de um único momento. Consegui imaginar perfeitamente cada coisa mencionada.

    obs: Muito obrigado pelo atencioso comentário ao meu ultimo conto. Me anima bastante. Até logo.

    ResponderExcluir
  3. Amada, cada vez mais e mais intensa (como gosto).
    Que estas estrelas brilhem sempre e para sempre.
    E que estes desejos e vontandes e sentimentos ultrapassem essa tela.
    ;)

    BeijO Lux quiamo

    ResponderExcluir
  4. Fiz pro teu aniversário, mas nao acho que ficou muito bom, mas foi de coração.

    Lu: de lua cheia de mistério, de paixão e também de solidão.
    Lu: de luz que brilha dissipando a escuridão.
    Lu: de menina branquela, amiga sincera, com um grande coração.
    Lu: de Luciana, aquela que odeia, que ama e que às vezes se perde em sua própria imensidão.

    Amu tu!

    ResponderExcluir
  5. Nossa...

    essa sensação de primeiro encontro é fascinante. Olhar e ser olhado... as palavras não saem pela boca, mas um turbilhão de voz são ditas pelos olhos.

    Me deu até frio na barriga.

    Acho que essa é a melhor parte do relacionamento...
    ... o inicio das troca de olhares, os desejos silenciosos.

    Beijo Lux !!!

    (posso te chamar assim né?!)

    ResponderExcluir
  6. Eu sinto vontade de te abrir, de me abrir, e depois sair comparando nossa poesia, assim. Que se encontra. Que se vive. Porque, Lu, tão, tãaaaaao iguais nossos momentos, cara. E eu já perdi a conta de quantas vezes já disse isso.

    Você, às vezes, é puro espelho dos meus sentimentos.

    Beijos, frô.

    [Saudades, também].

    ResponderExcluir
  7. As fotos, bem como os textos, trazem um frescor de uma mente lúcida. Primeira vez de muitas aqui.

    Bjs e te convido a vir ver...




    A saga dos 12 textos já começou... Venha conferir no dogMas, diariamente, de 01 a 12 de julho em comemoração ao meu aniversário.


    dogMas...
    dos atos, fatos e mitos...

    http://do-gmas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Ah Luh, sabe o que eu senti desse texto?
    Que passamos muito tempo olhando os outros como se fossem um quadro, tentando entender, tentando compreender, tentando tirar verdades, sendo que na verdade o nosso olhar deve apenas apreciar uma boa tela pintada.

    ResponderExcluir
  9. Perfeito!
    Só quem vive isso sente ao ler realmente o que é!
    Amo-te.
    =*

    ResponderExcluir
  10. Esse lance do olhar é muito interessante... quando há reciprocidade é tudo,mas quando um olhar só é o perseguidor do outro.E esse outro não tá afim de corresponder àquela intenção... vira um inferno hehehe.
    bjo

    ResponderExcluir
  11. Sinto cada pulsar do seu coração em cada linha desse texto. Me impressiono ao ler-te. És pura emoção! Bjus.

    http://contesta-acao.blogspot.com

    ResponderExcluir