ConViver!

4 de junho de 2009 //
Imagem: 'Walking down the street', por *duchesse-2-Guermante



"Eu faço minhas coisas, você faz as suas
Não estou neste mundo para viver de acordo com suas expectativas
E você não está neste mundo para viver de acordo com as minhas.
Você é você, e eu sou eu
E se por acaso nos encontrarmos, é lindo
Se não, não há nada a fazer."
('Oração da Gestalt Terapia' - F. Perls, 1976)



Um dia te encontro ao cruzar uma rua qualquer, ao sentar na mesa de um bar ou até quem sabe simplesmente entrar em uma sala qualquer em meio a mais um dia fatídico de uma semana sem importância. Mesmo que nossos olhares se cruzem, nossas ideias se pareçam e que até possamos viver juntos, ainda sim teremos infinitas diferenças. Talvez tu se encaixe naquelas expectativas que criei e que eu também me encaixe nas tuas, entretanto, esse não é o objetivo de tudo.

Para conviver contigo preciso te respeitar, superar, aprender e precisas do mesmo para conviver comigo. Nem sempre isso é possível e acabamos brigando, criando distância e até desaparecendo. Talvez só os fortes sobrevivam. Somos singularidades em busca de sintonia ou algo que nos permita algum tipo de união. Um encontro na estrada da vida nos permite tentar concretizar a união e, se tudo der certo, ela ocorrerá.

Se tu não sabes conviver comigo apesar de meus defeitos e tentativas de acerto, não há nada a fazer. Se também não sei conviver contigo apesar de tudo isso, sigo meu caminho indepentende do teu. Forçar nem sempre é a melhor opção e afastar é o mais sensato. Não sei conviver com certas capacidades e sei que também tenho algumas que tu não irá suportar. Tantos já o fizeram...

A oportunidade de tentar é o que faz do caminho uma fonte de conhecimento. Eu tento, tu tentas, nós tentamos... se conseguirmos, ótimo. Se não, é uma pena. Só não vou me esconder atrás das vontades dos outros e deixar com que minha imagem se apague por caprichos de pessoas que não se reconhecem.


- Luciana Brito -

10 comentários:

  1. magnifico este texto, de se fazer pensar muito, ja que somos todos cheios de defeitos, temos que respeitar e saber lidar com os defeitos dos outros para que possamos viver bem.

    bjosss...

    ResponderExcluir
  2. Simples, direto, objetivo e definitivo.

    Amei

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. O mais importante de tudo voce já sacou... Nunca espere demais de ninguém.

    Beijo Wilson \o/

    ResponderExcluir
  4. O final foi o mais perfeito.
    Quantas pessoas que analisam a vida e situação alheia e já vão logo julgando e aconselhando como se tivessem o dom da verdade e como se a vida delas estivesse perfeita. Podiam olhar pra si.

    E as possibilidades nesta vida são inúmeras, tanto boas, quanto ruins, mas se nos arriscamos com o coração aberto e com a melhor das inteções as chances de sermos felizes são maiores. Por que não há fracasso maior do que se esconder atrás do medo.
    Se entregar é viver! \o/

    Beijocas mamis, tudo de bom sempre! ^^

    ResponderExcluir
  5. Adorei.. ficou realmente bom. O ínicio tá lindo e você fechou com chave de ouro.

    ~Até a próxima.

    *DB*

    ResponderExcluir
  6. Luciana, querida!
    Deixando de lado os agradecimentos a respeito das visitas (foi, é e continuará sendo um prazer ler você), não imagina como é bom ler dos "outros" que gostaram do blog, dos textos. Enfim, é deveras gratificante.
    Noah não é muito dado a comentários ou visitar muitos blogs. Mas, eu sim. Adoro vasculhar e ler tudo o que eu encontro.
    A caixa preta foi um presente ter achado.

    Bem, espero que volte ao nosso recanto mais vezes. Lá é só mais um dos "nossos" esconderijos não tão secretos.
    Ainda no começo, mas ainda com um caminho longo pela frente. ;*

    _______________________________________


    Adorei a citação no ínicio do texto.
    O que disse é tão verdade como a veracidade da existência do universo. rs
    Já tive muitos fins por vários motivos que citou aqui.É, a maioria dos romances acabam por não aceitar o outro exatamente da maneira que é. Um dia a máscara cai e o outro percebe que não foi por aquilo que ele se apaixonou.


    *Elnora

    ResponderExcluir
  7. Amada... a cada dia te vejo mais e mais madura.
    Isso é tão lindo e raro.

    Autenticidade é uma caracteristica muito muito importante para mim... nao se perder por causa de outra pessoa é fundamental.

    Estou aprendendo isso...

    Amei o texto.

    BeijOs Lux Top Amada minha!

    ResponderExcluir
  8. Quando não se quer partida, pra quê haver partilha?

    Unam-se, permitam-se, permutam-se!

    BJo grande e Sorte!

    ResponderExcluir
  9. amei Lu... é.. a convivência é complicada... mas tão bom qdo vc enxerga assim, com maturidade! mto bom msm!

    bjooo!

    ResponderExcluir
  10. Obrigado pelo elogio.

    Apareça lá mais vezes, depois com mais calma leio seu blog.

    Abraço metaforico.

    Noah*

    ResponderExcluir