(Re)encontro...

by - 23:35

Imagem: 'kiss', por ~bebieee.



Ela, que nunca havia caminhado por aquela rua reparando em tantos detalhes, hoje caminha por aqueles ladrilhos sentindo sua história através de seus pés. Há quanto tempo estivera alí? Uma noite, dias talvez... Um mês? Não importa. Sabe que foi um momento único, inesquecível. Caminhos que se cruzaram.

Ela estava a caminhar naquela tarde fatídica e deparou-se com Ele. À primeira vista foi encanto, depois fascínio e uma curiosidade imensa para descobrir quem era aquele rapaz altivo. Era de aparência angelical, mas não sabia ao certo o que estava lhe atraindo nele. Ele, por sua vez, também fora atraído por algo misterioso que nela havia. Parecia-lhe que estava admirar uma deusa que emanava um brilho fora do comum.

No meio de toda a agitação central da cidade, pararam. Dois estranhos parados em uma calçada qualquer, trocando palavras através de uma mudez cheia de sintonia. Não havia explicação. Estava além de qualquer lógica ironicamente irracional de amor. Eles se conheciam de outrora, talvez de outra vida, outro lugar... O céu? Talvez.

Chegaram perto. O primeiro beijo foi de pele, o segundo com lábios se tocando, fazendo o tempo parar ao redor deles. Não havia mais movimento, eram só eles alí. Foi esse o contato pelo qual se identificaram, lembraram e se revelaram... Ele era anjo com o qual sonhara por várias noites, senhor dos seus sonhos e do seu sentimento contido. Ela, a deusa que vivia em seus pensamentos.



- Luciana Brito -

Você também pode gostar

20 comentários

  1. Que história linda, Luh
    T.T
    Quero encontrar com minha guria assim também...
    poxa poxa
    sem momento emo
    hahaha
    beijãoooo
    e deixo claro que teu jeito de escrever me leva a loucuraaaaaa xD

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto! nem sempre os versos são imperfeitos e os encontros tão perfeitos né?

    beijos

    ResponderExcluir
  3. Ah, o Amor!

    ~Como sempre.. adorei a foto. Até a próxima.

    *DB*

    ResponderExcluir
  4. ... e Ele nunca vai esquecer... sempre seguira sua Deusa, ele é escudo e espada, ele é todo o sentimento contido.... alem de anjo, será sempre um templo para sua Deusa.



    Belas palavras Amor...
    e a cada dia, mas proximos estaremos,
    Distancia não existe para esse sentimento Divino... Te Amo.

    ResponderExcluir
  5. e histórias de amor sempre me emocionam.

    ResponderExcluir
  6. Como nos filmes da nossa imaginação!

    Engraçado que nos amores de internet tem disso.
    Esta sensação descrita ai no texto. Quando finalmente os amantes se encontram fisicamente.
    É mágico!

    Belíssimo mamis!
    =**

    ResponderExcluir
  7. bonito....muito bonito =]

    ótimo texto luh..

    beijo

    ResponderExcluir
  8. "ele por sua vez foi atraido por algo misterioso que nela havia" misterioso nada ¬¬
    ~~

    ResponderExcluir
  9. Lulu,

    Era pra ser filme, né? Teu conto foi tão doce, tão sonho. Eu quero fazer real, um dia. Tuas palavras sendo coro ao momento feliz, de mim.

    Eu quero assim pra gente, sabe? Eu, você. Todo mundo merece beijos de alma.

    Carinho, frô.

    ResponderExcluir
  10. Muiiiiiito lindooo !

    trocando palavras através de uma mudez. !

    muiito lindoo isso luciana, mais uma vez parabéns...!

    bjooos :*

    ResponderExcluir
  11. Seu texto nos transmite em cada linha emoção e paixão. Parabéns pelo belíssimo texto. Tenha uma boa semana. Até mais.

    http://devaneiosdeeuclides.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. muitas lembranças vieram povoar minha cabeça enquanto lia seu texto.Amor é mesmo algo arrebatador!
    ;*

    ResponderExcluir
  13. Então, eles se abraçaram, rodopiaram e gritaram juntos:





    Wilsooooooooooooooooooooon, não foi minha culpa! u.u

    ResponderExcluir
  14. ...isso me faz lembrar que nós estamos aqui já há muito tempo e que, mesmo que não saibamos, nossas almas se (re)encontram com outras de que já somos afins desde o início dos tempos, mesmo em meio a esse caos, a essa desintegração quase total a que estamos submetidos. Os olhos da alma nenhuma pós-modernidade cega com suas superficialidades e fragmentos. E é assim que um amor de sempres (re)acontece, pois que nunca findou...

    ResponderExcluir
  15. Me identifiquei demais com esse texto, já escrevi algo muito parecido, diria até que ambos se completam.

    Passa lá depois e leia se quiser: Um Anjo Azul

    http://moniquebelarmino.blogspot.com/2008/06/um-anjo-azul.html

    BJus!

    ResponderExcluir
  16. Ah, o amor... Tão bem descrito por você! (...). Bjus e boa semana.

    http://contesta-acao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Ando querendo reencontrar alguém dessa forma.


    kkkkkkkkkkkk

    olha o comentário do Felipe! (eu ri)

    ResponderExcluir
  18. hum,vejo que achei mais uma gostosura!

    ResponderExcluir
  19. ... de outro sonho, talvez... e há tantos a se concretizar!

    gostei!!!

    \o/

    ResponderExcluir