Incompreensão...

27 de maio de 2009 //
Imagem: 'Ice Heart', por ~chaosqueen122




"When leaves have fallen and skies turned into grey
The night keeps on closing in on the day
A nightingale sings his song of farewell
You better hide for her freezing hell..."
('Ice Queen' - Within Temptation)



Talvez eu sofra de algum distúrbio psicótico, talvez esquizofrenia (oi?... tá, é exagero!) ou algum transtorno dissociativo da personalidade e que me faz ter momentos de extrema sensibilidade e outros de uma frieza quase psicopata... Será? Alguns traços mais agressivos aqui, um pouco de emotividade escassa alí, mais um punhado de sinceridade e poucas gotas de contenção para falar verdades. Pronto, prato perfeito para más interpretações. E dizem que sou azeda, mas quem me conhece realmente se nem eu mesma me conheço?

Máscaras nos (me) cobrem ao longo de toda a vida. Impossível ser completamente fiel a quem você realmente é e em todos os locais. Seria falsidade? Se defender não é ser falso. Ser contido com a maioria e simpático e sociável com os "íntimos" não faz de mim uma pessoa fria. E o mundo continua girando em torno das aparências. É um assunto mais do que clichê, até eu canso disso, mas fazer o quê?

Todos nós julgamos e somos julgados, e por isso mesmo, cabe a nós (e mais ninguém) ver até que ponto estamos acertando e errando na hipótese de que fulaninho é metido, beltraninha é insensível e blá blá blá. Tá bom, chega desse assunto. Já desabafei minha raiva (descontrolada?), agora vou voltar ao meu "coração gelado", por que, sinceramente, eu AMO o frio. Sendo direta: vai julgar a mãe!!! (É deselegante, porém, liguei o foda-se!).


Sólido como o chão
Branco, cinza... distante
É então um Gélido coração

Necessitado de calor
Talvez um pouco de amor
Ou então, quem sabe
Apenas um pouco de tranquilidade

Jogar para fora a raiva
Incompreensão cega
Julgamentos de todos os lados
Não ligo, faço pouco caso
Por que estão todos
Bastante equivocados.
(...)


- Luciana Brito -


12 comentários:

  1. E se todos Dizem que sou Gelado!
    não Ligo, sou quente apenas para quem compensa.


    Otimooo texto!
    Minha Pequena!

    ja sabe neh!!?*-*

    ResponderExcluir
  2. Gostei desse seu desabafo..! Faço minha as suas palavras..!

    bjoooos Luh !

    ResponderExcluir
  3. Na boa, Top... é mimetismo demais a gente! A-do-ro!!!!
    E nem vem que não tem coma gente não que o esquema e sapatear na mesa (ou na cabeça de alguém).
    Amooooooooooooo!!!!

    ResponderExcluir
  4. gosto qndo as pessoas falam de si mesmo. falam sempre de um jeito que as tornam muito especiais.

    bjosss...

    ResponderExcluir
  5. É isso mesmo, nada melhor do que o ignorar para responder os destratores. Se bem que, nem respostas alguns merecem. Ainda bem que existe a escrita para extravasar certas angústias.

    :)

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Muito linda a sua caixa... de um bom gosto total.
    E quanto ao texto, é verdade... máscaras nos cobrem quase a vida inteira... tem que ser assim, não acho que seja falsidade.


    Bom, lindo blog!


    beeijo.

    ResponderExcluir
  7. O ser humano é assim, somos mutáveis.
    Hora brasa, hora brisa.
    Só assim encontramos o equilibrio desejado.

    Um beijo Lucrete!

    ResponderExcluir
  8. Que tal irmos juntas para o mesmo hospital? Sim, pois eu tbm me sinto assim.

    Bora?!
    beijos

    ResponderExcluir
  9. Não é deselegant ligar o foda-se...dependendo do momento..é necessário


    valw pela critica construtiva lá..kkkk

    colokei um pouco de cinza...pero no mucho..

    aparec lá...sab q sempre é bem vinda xD...

    beeijo luh

    ResponderExcluir
  10. http://moniquebelarmino.blogspot.com/2008/06/estados-fsicos-da-matria.html

    *Meus Estados Físicos*

    Minha solidez está relacionada à ira, ao fracasso, ao desacerto, ao desencontro, e a tudo aquilo que me tira do sério, que me vira do avesso. Enrijeço a face e o peito, viro aço, corro, caço, firo, mato e como fácil.

    No meu estado sólido fico impenetrável, irredutível, irreconciliável, irreconhecível. Não poupo autodefesas nem palavras persuasivas, me faço de fortaleza e me exponho ao perigo. Sou guerreira combatente, não fujo de desafios, não me derreto fácil submetida aos riscos. Aliás, me submeter é um pouco difícil, está pra nascer aquele que conseguir domar a fera que mora aqui.

    Minha solidez tem muito de solidão, a falta de cumplicidade e a alta da rivalidade petrificam o meu semblante e o meu tratamento, não é com facilidade que permito me queimar e esvair toda leveza e encantamento.

    A pressão e a temperatura ajudam na mudança do meu comportamento, se o clima esquenta e a temperatura aumenta fica mais fácil me fundir, me associar, mas tem que saber me levar, sem coação, nem violência, sem influenciar.

    Continua...

    ResponderExcluir
  11. Adoreeei!! *-*
    Concordei com cada sílaba e me vi em cada palavra! É minha mamis mesmo!
    As vezes o coração congelado é resultado de tanto achismo e más interpretações alheias. De qualquer forma ninguém expira amor e exibi sorriso (verdadeiro) 24 horas por dia.

    Beijo! <3

    ResponderExcluir
  12. Identifiquei-me do início ao fim do texto, Lu. E quer saber? eu não ligo muito pra opiniões de desconhecidos sobre minha pessoa, sou legal e sociavel com quem eu me interesso ser, o resto faço questão que continue me achando isso ou assado, não me importa msm.

    As máscaras servem muitas vezes pra nos proteger ora de nós mesmos, ora dos outros, se associam ela a falsidade, aí já é julgamento e é coisa que eu tento não fazer.

    Bjm quilidaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir