Casinha de bonecas

by - 21:19



Uma bela casinha de bonecas com paredes cor de rosa, um belo jardim e um ar leve circulando pelas suas janelas. Tranqüila paz infantil, sonhos a perder de vista e apenas uma longa e impensada estrada pela frente.



Alguns anos passam e a casinha é abandonada pelo seu dono... Do tom rosa fez-se um tom acinzentado e do belo jardim fez-se ramos e folhagens secas. A dona da casinha agora abandonada machucou-se enquanto caminhava na estrada da vida e por isso acabou deixando ao léu a sua casinha, passando a respirar o ar agora pesado e perdendo a paz que antes havia ao seu redor.



Por um tempo a esperança apagou-se do coração da dona da casinha. Nenhuma visão parecia acalmar o inquieto coração da jovem, seu futuro parecia incerto e ela simplesmente levava os dias sem a menos expectativa no amanhã.



Mais alguns anos se passaram e a grande reviravolta ocorreu. Cores, leveza, flores, sonhos e esperança retornam à casinha e ao coração do dono da mesma. Algo aconteceu, o que terá sido? A jovem encontrou algo que finalmente deu um sentido à sua machucada existência. Alguém para dividir com ela a moradia dentro da casinha que voltou a ter o brilho e leveza de antes.



Novas cores nas paredes, novas flores enfeitando o jardim e a leveza do ar circulando novamente pela casa que agora abriga duas pessoas construindo o mesmo futuro juntos. Uma longa e não tão impensada estrada pela frente, novos sonhos e grandes desafios pela frente.



O mais importante de tudo é que a esperança antes ofuscada tornou a brilhar na vida da jovem moça e ela tenta transmitir isso ao seu jovem companheiro. A casinha de bonecas volta a ter o brilho anterior e um futuro está sendo construído.





"Ei você,

Não me diga que não há nenhuma esperança

Juntos nós resistimos, separados nós caimos"

(Pink Floyd - "Hey You")



Você também pode gostar

0 comentários