It's me!

31. Recifense.
Canceriana com ascendente em sagitário.
Psicóloga no RH. Viciada em café.
Mãe do Francisco, do Joaquim e do Oscar.

Luciana

What Read Next

A saudade é um filme

Rafael Salim
De todos os jeitos, dos mais bobos aos mais elaborados, já tentei te dizer o que sinto. Houve um tempo em que as palavras eram o único modo e por isso elas apareciam, transbordavam por cada poro da pele e faziam cócegas nas pontas dos dedos, que corriam loucos na tentativa de não perde…

12 coisas que abrilhantam meu dia

we heart it

Já faz algum tempo que a Mandy me indicou este meme, mas até agora eu não havia achado motivos feat inspiração que me fizesse respondê-lo. Agora, porém, no tédio de um sábado à noite que não promete nada mais emocionante do que a alegria de vestir um pijama novo, resolvi fazê-lo por um …

Bookaholic girls

we heart it
O marco oficial é fácil: a leitura de um livro. Todas leram e eu, ponto comum entre três desconhecidas, resolvi juntar todas em um chat no Facebook. Começamos comentando sobre Cidades de Papel, o livro em questão. E depois pronto, de bookaholic girls, nos tornamos um grupo de amigas che…

Pegando fogo

we heart it

Ontem tive um sonho maluco. Na verdade, se olhar bem o conteúdo dele, posso dizer com toda certeza que foi um pesadelo. Geralmente, não costumo lembrar dos meus sonhos, mas esse acabou se mostrando bem forte. Não sei se foi pelo nível de "tosquice" ou pelo impacto do acontecim…

I'm in love

Não sei se é por ser canceriana ou por algum outro motivo, mas tenho mania de lembrar coisas do passado e me sentir nostálgica sem razão aparente. Deve ser por isso que, de todas as playlists que já fiz, a que mais ouço é a Old School. Essa semana foi assim, um repeat eterno. Basta uma ligação e t…

(Re)apaixonei

Quando criança, meus pais compraram uma Canon Prima Junior DX para fotografar uma festa de São João da qual participei. Já naquele tempo, no auge dos meus oito anos, fiquei curiosa com a câmera e sempre que tinha oportunidade, fotografava algo. Até hoje tenho as fotos e não são ruins para algo fei…

Andei lendo: parte dois

Conforme o prometido na parte um desta série, cá estou eu para falar sobre os outros livros que li e que, por alguma força maior acabaram não ganhando resenha por aqui. Falei que havia lido 6 livros, mas como demorei muito e talicoisa, esse número cresceu e eu dei uma adequada na proposta: vou fal…

50 tons de rapidinha

we heart it
Já virou costume: se o nome lembra sacanagem e o tema sugere algum tipo de exposição do seu lado negro, provavelmente foi ideia da turma do Elite. Vocês já devem ter noção do que vem por aí só de ler o nome desse post, mas tudo bem, vamos continuar porque exposição pouca é bobagem. 
E c…

Eu escolhi chutar o balde

we heart it
Quem me conhece já deve ter notado que estou vivendo em uma relação de amor e ódio com a Psicologia. Escolhi o curso meio ao acaso, me apaixonei no meio do caminho e, depois de cruzar a linha de chegada, desencantei. É uma ideia extremista, eu sei, mas é assim que me sinto. Terminar um …

#Chatiada

we heart it " ... Tive uma semana ruim." "O que aconteceu?" "Nada aconteceu. Tive uma semana ruim aqui na minha cabeça, só isso." - Alta Fidelidade, Nick Hornby.

Tenho tentado. Leio textos sobre pessoas que superaram o medo e mudaram de vida, sobre gente que descobri a pai…

Blog Day 2013

Hoje é aquele dia que todo blogueiro gosta, dia no qual indicamos os nossos queridinhos, aqueles blogs/sites que acompanhamos e achamos que vale a pena mostrar para mais alguém e dizer "olha só que legal!". No ano passado, postei pela primeira vez para o Blog Day e falei sobre alguns blo…

Andei lendo: parte um

Faz um bom tempo que não posto nenhuma resenha por aqui, principalmente dos livros que li ultimamente. A questão nem é falta de tempo e talicoisa. Estou apenas sem palavras para resenhar cada livro e fim. Por isso, resolvi juntar tudo numa coisa só e ser breve.

Depois de "Quem é você, Alasca?&…

Justamente isso

Pinterest
"Porque amor é justamente isso, é ficar inseguro, é ter aquele medo de perder a pessoa todo dia, é ter medo de se perder todo dia. É você se ver mergulhado, enredado, em algo que você não tem mais controle." - Fabrício Carpinejar

Amor é um bicho estranho. É algo que começa bagu…

Líricas

Era 2008, bem lembro, em um chat chamado Tripé. Foi lá que conheci aquela que viria a ser parte de mim, que descreveria - mesmo sem saber - pedaços da vida que eu vivia ou queria viver. Lembro que as primeiras palavras que li do seu blog não me comoveram tanto. Pecado, reconheço. Mas isso logo mud…

Como é que eu troco de canal?

A vida anda parecendo a programação televisiva de domingo, depressiva. Você procura algo legal, um programa interessante e diferente, mas simplesmente não acha. É muito drama, piadas sem graça e aquelas desgraças de todo santo dia. É dinheiro que falta, emprego que não aparece, trabalho que não dá…

500 posts atrás

we heart it
Eu criei um blog. Era abril de 2008 e eu, sem nada para fazer, resolvi começar o Caixa Preta - que nessa época, tinha um nome que eu não consigo lembrar, recalquei - de um jeito meio, adaptando os dizeres do Caio F. Abreu, meio às cegas, às tontas, do jeito talvez torto que sabia fazer …

Quem é você, Alasca?

Nunca consegui escrever sobre ACEDE. Por ter mexido demais comigo, creio eu, não consegui ainda transformar em palavras o que senti ao ler esse livro. Só sei que é lindo e me fez ter uma enorme curiosidade em relação ao seu autor, o John Green. Curiosidade essa que me levou a ler também OTK, que a…

Confissões de uma viciada

Os planetas devem estar desalinhados. Ou talvez, quem sabe, essa instabilidade toda seja culpa do caos que se instalou na minha vida e resolveu ficar, desafiando as lógicas que dizem que o inferno astral é apenas uma fase. O meu inferno particular só passa em um contexto específico: quando estou c…

Uma pessoa por dia

Não sei pintar e nem desenhar. Não canto e também não danço. Não sei cozinhar pratos mais elaborados e se deixarem, vivo de miojo. Não sei tocar nenhum instrumento musical, apesar da paixão adolescente por pessoas que tocam violão e um desejo discreto de que alguém me ensine para que eu também pos…

Apresentando: Pinterest

Eu sou viciada em novidades, principalmente quando elas são redes sociais ou algo do tipo. Vou lá, crio conta, testo e, se gostar, fico. Foi assim com o Pinterest. Criei a minha conta quando pouquíssima gente sabia do que se tratava essa rede social e acabei gostando, achando utilidade e fim. Para…

Sorte no amor, azar no jogo?

Como o título bem diz, o ditado popular insiste em dizer que quem tem sorte no amor provavelmente tem azar no jogo. O O inverso também seria verdadeiro, mas eu tenho as minhas reservas e sou prova viva de que isso é balela. Vou explicar. Todo mundo que lê esse humilde blog já deve estar cansado de…

Dueto

Faz um bom tempo que não te dedico algumas palavas, bem sei. Mas em compensação, os gestos andam falando mais, dizendo baixinho só para quem realmente importa que eu te amo e ponto. Só que, apesar disso, hoje senti vontade de extravasar um pouco mais disso, de falar mais uma vez como você me faz b…

Se não fosse ao contrário...

não seria meu.


Eu estou mais velha. No dia 27 de junho eu entrei na segunda metade da dezena dos vinte. Sendo clara: completei 25 anos. E como os sintomas da velhice precoce resolveram me atacar nesse dia, tive uma baita crise de conjuntivite alérgica e isso acabou com as possibilidades de ter um dia menos cheio de crises. Porque né, aniversário é aquela época do ano em que a gente fica ansioso pela data, festinha e presentes, mas também fica cheio de crise existencial pensando no que fez e deixou de fazer até então. Comigo não foi diferente, mas vamos relevar esse detalhe.

Apesar disso, meus pais prepararam uma besteirinha surpresa para mim e foi aí que o dia ficou um pouquinho melhor, porque melhor de vez só ia ficar se o namorado estivesse comigo. E inspirada pelo momento comotion, danei-me a fotografar com o celular. E a foto do bolo explica o título desse post: o 5 ao contrário, tão eu.

Além dessas fortes emoções, faltava ainda o momento épico do mês, o dia em que eu finalmente ganhei os presentes do namorado. Não tivemos como trocar os presentes de dia dos namorados até ontem (pasmem!), mas quando o dia finalmente chegou, foi só amor no coração e muito presente legal. E inspirada pela vibe amor do presente, acabei fotografando também, já que tudo que o namorado faz é praticamente uma obra de arte.

Enfim, aí vão as fotos (várias!):

No Instagram


Um fugging livro

Ano passado, por causa do Clube do Livro, descobri o John Green. Lemos A Culpa é das Estrelas em um tempo em que só se falava desse livro e de como ele é lindoemocionantetudodebom. E eu, manteiga derretida que sou, chorei do começo ao fim, me apaixonei pelo Gus e fiquei emputecida com o fato do Jo…

Monomania

A vida está corrida e eu ando me dividindo entre namorado doente, encomendas de layouts, aulas a serem ministradas e a serem assistidas, e também uma pós-graduação que está na reta final. Só não digo que estou ficando louca, pois isso eu acho que já fiquei faz tempo e coisa e tal. Enfim. A questão…

Fotografando aleatoriedades


Faz tempo que não fotografo direito. Com exceção do Instagram, mal tenho tocado na minha câmera e isso me incomoda. Hoje, por exemplo, acordei com vontade de fotografar besteiras, tipo objetos e outras bobagens que a gente guarda pela casa. Gosto desse tipo de fotografia, apesar de ter mesmo é vontade de sair fotografando o cotidiano da cidade por aí.  Por enquanto isso fica apenas no plano dos desejos e eu satisfaço a minha vontade boba de hoje. Enfim, o que quero mostrar são as fotos que fiz hoje, quase agora, enquanto estava trancada em casa com a chuva caindo bonitinha lá fora.

Não seja quadrado

De uns tempos para cá, ando com uma vontade louca de mudar, fazer algo diferente e que me dê aquela sensação de que a vida se renova e tem lados de luz, como já disse o meu querido Caio F. Abreu. Fico vendo as pessoas por aí e pensando que eu também poderia começar alguma atividade legal, investir…

Trazemos a pessoa amada

Só que não.
Não sei quando foi que me tornei um ser capaz de realizar tamanha façanha, mas a questão é que agora, caros amigos, tem gente acreditando que eu posso trazer a pessoa amada em sete dias. Vou explicar. Tudo começou quando, na segunda-feira, acessei o blog e dei de cara com um comentário …

Que momento!

O mundo blogueiro me fez conhecer muita gente fina, elegante e sincera, eis um fato. Entre elas, está um cara muito gente boa, um gaúcho lá de Novo Hamburgo que é pura simpatia e que se tornou um amigo daqueles que a gente quer levar pela vida inteira. O nome dele é Antônio. Ton apenas para os ínt…

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *