#Chatiada

by - 10:35

" ... Tive uma semana ruim."
"O que aconteceu?"
"Nada aconteceu. Tive uma semana ruim aqui na minha cabeça, só isso."
- Alta Fidelidade, Nick Hornby.


Tenho tentado. Leio textos sobre pessoas que superaram o medo e mudaram de vida, sobre gente que descobri a paixão de fazer o que gosta e sobre como é importante sempre aprender algo, mesmo que se esteja fazendo algo chato. Além de tudo isso, tento ocupar a mente, lendo livros ou qualquer outra coisa. Mas o problema é que nos segundos que se passam entre uma ocupação e outra, eu penso. Penso muito, muito, pra caralho. E eis o meu problema.

Como um filme de orçamento baixo, a minha vida vai passando. Ninguém quer comprar a minha história, ninguém quer apostar as fichas em mim. E diante disso, fico caçando coisas que me façam continuar, pois isso é necessário. Na maioria das vezes e para todos os casos, demonstro que não estou na merda. Afinal de contas, who cares? O mundo não vai parar de girar simplesmente porque eu estou atolada de paranóias e complicações que parecem ser do tamanho do universo. O mundo está se lixando para mim e eu é que tenho que tomar alguma atitude para mudar o rumo da história.

Mas é mais fácil continuar reclamando, se afogando no tédio e se perdendo cada vez mais. Tenho consciência de quais pontos são causadores da minha agonia, é verdade. Mas a maioria deles eu não sei como resolver. Não acho resposta, não vejo saída. Tô fodida.

Talvez, de uma hora para outra, as coisas comecem a mudar. Acredito nisso e tento, mesmo que aos tropeços, fazer com que isso aconteça. Mas sinceramente, sofro de urgências e preciso de resultados para continuar acreditando que vai dar certo. É um problema, eu sei, mas me digam como persistir quando as coisas parecem só dar errado ou ficarem estagnadas? Enfim, esse foi só mais um post mimimi de quem está chatiada com a vida.

Você também pode gostar

18 comentários

  1. Oiie Lu, não fique assim, há sempre algo de paixão dentro de nós para fazermos viver melhor :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E é essa paixão que tem me feito continuar ♥

      Excluir
  2. Esse é um dos melhores blog que eu já vi na net, tanto que faço questão de assinar os posts no facebook para receber TODAS as informações que vem dele. Adoro as coisas que tu escreve e sinceramente fiquei surpresa com esse último post. Acho que isso tudo acontece porque a gente precisa se reinventar. A gente se chateia pra descobrir o que faz bem pra gente, a gente odeia pra descobrir o que ama. E esses dias monótonas fazem parte dessas descobertas, faz parte do processo de se encontrar :}

    Me lembra essa música aqui:
    http://www.youtube.com/watch?v=bDmnfVo1JNA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Alana, você é amor! ♥
      Teu comentário me deixou superhipermega feliz, de verdade. E concordo contigo, talvez isso tudo seja mesmo para nos reinventarmos, mudarmos o que é ruim.

      E adorei a música! Já conhecia, mas não ouvia desde sei lá, uns bons anos.
      Muito obrigada!

      Excluir
  3. Oi Lu, parece que escreveu o texto pra mim. Estou nesta fase fossa, por isso não sei o que lhe falar para melhorar seu astral. Como fiz meu esposo: "É uma fase, vai passar, dias melhore virão!"
    Beijos.
    www.eueumesmagabrielle.com

    ResponderExcluir
  4. É esquisito e ao mesmo tempo reconfortante saber que alguém se sente como eu, e consegue colocar em palavras o que eu sinto melhor que eu mesma. Lindo texto! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Sakura! E é bem reconfortante mesmo, dá aquela sensação de "não estou na merda sozinha" hahaha. Sinta-se acompanhada na sua fossa.

      Excluir
  5. Acabei de ler o texto da Dani sobre "ser adulto" e comentei algo que o meu namorado sempre me diz e acho que é pertinente para esse teu post também. Ele diz: "Eu não estou apostando corrida com ninguém. Vou viver tudo ao meu tempo." Isso porque, às vezes, fico pentelhando ele por ter trocado a faculdade de engenharia elétrica (já nos últimos períodos) pela de eng. de produção. Ou seja, começar tudo de novo enquanto já poderia estar livre, com um emprego lega e, quem sabe, até morando aqui perto de mim. Mas acho tão bonito quando ele fala que detestava elétrica e aguentou até demais, que já tava de saco cheio e cansou de perder tempo. Agora investe em algo que realmente gosta. Olha, Lu, se tu não tá gostando da tua vida, muda. Pode até ser hipocrisia da minha parte te aconselhar isso, já que eu gostaria de estar há mais de dois mil quilômetros daqui e não tenho coragem de ir. Mas eu não gosto que as pessoas sejam como eu, gosto de vê-las como o Felipe: determinadas. E se quebrar a cara, bom, pelo menos não foi por falta de tentativa. É esse o nosso problema, a gente morre de medo que dê tudo errado. Mas, ora, antes viver errado do que ver a vida passar e não levar a gente junto.

    =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Namorados são uns seres sábios, né? O meu vive dizendo para eu relaxar e ficar mais calma, ver o que é melhor para mim e talicoisa.
      Tenho tentado pensar assim, pensar como o teu comentário e mudar. Vamos ver no que dá, né?
      Força para nós e que não nos falte coragem.

      Obrigada, Mari!

      Excluir
  6. Existem momentos nos quais a gente fica "meio down" mesmo, Lu. não tem jeito. Certas bipolaridades vem para o bem, entretanto, a semana ruim passa e outra boa se apresenta e nos representa. Que assim seja, para você.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses momentos são bons, gosto deles, na verdade. Problema é quando o momento não quer passar e persiste.
      Que seja assim para nós.

      Excluir
  7. Sabe, não sei qual é o seu problema, o momento em que está vivendo, mas posso te dizer que sei exatamente o que sente. Fui lendo seu texto e me encontrando em muitas palavras. Não sei o que dizer, apenas que uma hora tudo de encaixa.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Ah não é só um mimimi, é bom você desabafar com a gente!
    Todos nós passamos por momentos difíceis, o lance da vida é superar!
    Também já passei por muita coisa, e chega aquele momento que me dou conta, que ninguém está se importando com os meus problemas, tenho é que seguir com a minha vida, e ter a certeza que dias melhores virão!

    Bom, adorei conhecer o seu blog, beijos :)
    Garotas Comuns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desabafar é bom, ajuda a elaborar as agonias da vida. haha
      Beijo!

      Excluir
  9. Que esta fase passe logo-loguinho e que possamos rir dos problemas, dos tédios, das chateações, porque ali na frente, nada disso terá importância.
    Estou aqui, sempre lulu.

    Ok.

    ResponderExcluir
  10. Sou um novo visitante do teu blog, mas depois de ler ao seu post, não vou sair sem deixar meu apoio.
    Tudo tem seu tempo! E pra todo problema existe uma solução. As coisas vão se ajeitar... Cedo ou tarde, mas elas vão. Como nós, Pernambucanos, falamos: "De grão em grão, a galinha enche o papo".

    Abraço. :)

    ResponderExcluir