Saudade do que ainda não foi

21 de fevereiro de 2013 //


Tenho algo nas mãos que me distrai por apenas um minuto ou dois. Após esse correr do tempo, viajo para outras  dimensões e aí perco a noção das horas de uma vez por todas. Na minha dimensão preferida, o futuro já chegou e é bonito de doer. A vida é um daqueles sonhos clichês em que você e eu somos bonitos, felizes e bem sucedidos. Não necessariamente nessa ordem, mas tudo bem. Só que além disso, as coisas não são fáceis e extremamente perfeitas como nas comédias românticas. Nem tudo dá certo e a gente até briga de vez em quando por motivos sérios e outros nem tanto.

No meu universo paralelo, já alcançamos muitos dos sonhos atuais. A busca pelo lugar para morar já chegou ao fim e temos um apartamentozinho legal, com umas paredes riscadas e até um vazo com flores em cima da mesa. Porque eu tenho um lado mulherzinha e adoro imaginar que vamos ter alguma coisa assim, com cara de casa de família. No meio da nossa rotina de casalmodernoetrabalhador, sobre até um tempinho para tomar café juntos, almoçar correndo em algum lugar no maior estilo americano. É, nos meus pensamentos, a gente é tudo junto e misturado. E à noite, eu sempre tento te esperar, mas nem sempre consigo. Porque você vai chegar tarde algumas vezes e eu vou dormir de todo jeito, pois meu lado bela adormecida sempre fala mais alto. Se hoje já é assim, imagina daqui a uns, sei lá, 5 anos?

Pensando todas essas bobeiras, me pego querendo adiantar o tempo. Dar uma de viajante no tempo, arranjar uma Tardis e dar uma passadinha lá no futuro só pra ver se vai ser quase tudo como imagino. Mas eu sei, eu sei, as coisas geralmente não são tão bonitinhas como a gente imagina. Só que eu não ligo, tá? Não ligo só pelo fato de que imaginar uma vida ao teu lado já me deixa satisfeita. Me dá aquela ansiedade de querer começar logo a conquistar tudo, de ficar tentando sempre fazer algo para ajudar a andarmos mais rápido.  Essa saudade do que ainda não foi, do que ainda não veio, é o que me deixa feliz. É motivadora.



Imagem: Pinterest.

7 comentários:

  1. Pensei que só eu imaginava essas mil coisas futuras!Me li, principalmente no parágrafo do meio. É tão bom, motivador, como você mesmo disse.

    Beijos, Lu..

    ResponderExcluir
  2. Enquanto esperava para ser atendido no dentista hoje, li uma crônica em uma revista onde a mulher relatava que sua mãe, de 90 anos, respondeu à pergunta de como havia conseguido viver tanto tempo com qualidade da seguinte maneira: ela disse que foi olhando para o futuro que chegou a essa idade com tanta disposição.
    Portanto, se seguirmos essa linha, podemos dizer que tu tá no caminho certo, Lu. Agora é só construir esse futuro vivendo o presente da melhor maneira, e todos os teus sonhos de felicidade se realizarão. Torço muito por ti, sempre.

    Beijo, guria!

    ResponderExcluir
  3. Vivo dizendo pra mim mesma que o futuro deve ser plantado aqui, no presente. Adubado com essa motivação que tu disse, com planos e ações que possam possibilitar as realizações de amanhã.
    Nem sempre o futuro é como esperávamos né? Quando criança, imaginava que eu seria topmodel e viajaria o mundo inteiro antes dos 25. Mas o que fui plantando no meu presente (hoje passado), me trouxe muitas surpresas, antes inimagináveis, que hoje amo.
    O futuro à Deus pertence, mas o abudo que o faz ser lindo, é a gente que bota ali na terra. Diariamente.
    Em dupla então, melhor ainda.

    O seu futuro será bonito de se ver Lu, porque você merece, porque você luta por isso.
    Fica bem!

    Ok. <3

    ResponderExcluir
  4. Bom eu acho que nem preciso dizer que tenho medo do futuro, por poucas conversas que tivemos acho que tu como psicóloga percebeu isso.
    Mas penso como a Ana, o futuro é plantado a cada dia, eu não penso muito no meu pra não me decepcionar entende? Prefiro ser surpreendida, só espero não perder a fé de dias melhores.
    E quanto o seu texto, esta maravilhoso como sempre!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Eu me pego imaginando coisas assim, dá até um frio na barriga sabe? Um medo do amanhã não chegar.

    ResponderExcluir
  6. Lindo texto!! escrevi sobre saudade do que ainda está agorinha.

    Bjos Flor!

    ResponderExcluir
  7. É sonhar Lu. Imaginar é uma coisa magnífica, porque nos permite projetar a vida que tanto ansiamos. É um doce degustado em pequenas mordidas. A gente sonha e sente saudade. Saudade dessa paisagem pincelada no quadro da mente. Sonhar é a ferramente que constrói um belíssimo futuro. Porque ele direciona. Ele nos torna gravitacionais ao mundo tão ansiado pelo nosso coração abundante em carícias, em debutes sinceros de amor. Realmente motiva, nos impulsiona adiante. Por isso sentimos tanta falta. Sonhar nos faz passear por essas imagens. Coisa linda de ser. É uma maneira de plantarmos, para mais à frente colhermos. O mundo nos traz aquilo que atraímos. E sonhar é nada mais do que seduzir a felicidade bela que nos circunda.

    Continue assim Lu. Esse futuro VAI chegar! VAI!

    Beijo florido!

    ps: depois de quase uma década (risos) sem vir aqui, volto e me encanto.

    ResponderExcluir