Project 366: o fim!

4 de agosto de 2012 //

Liberdade by Marcelo Camelo on Grooveshark


O post de hoje deveria ser como os outros e mostrar as fotos da semana, mas aconteceram várias coisas e tomei uma decisão. Resolvi parar com o projeto e os motivos foram simples, talvez banais para alguns. Não vou reclamar da falta de tempo, porque o problema realmente não foi esse. Optei por parar o projeto porque ele não estava mais me dando prazer. É isso.

Comecei o projeto cheia de empolgação e durante esses duzentos e poucos dias, aproveitei não só para aprender mais sobre fotografia, mas também para aprender mais sobre técnicas de edição e outras coisinhas que envolvem a arte de fotografar. Foi bom, é um fato. Mas a partir do momento em que eu comecei a sentir dificuldades para fotografar todo dia, vi que a coisa estava se tornando uma obrigação. Ficou chato, obrigatório. Sem falar que eu já estava começando a me cobrar mais sobre isso. Ou seja, participar do projeto acabou realmente se tornando algo obrigatório e que me deixava chateada quando eu não conseguia cumprir a meta.

Não gosto disso, de fazer algo legal virar banal. Fotografia para mim precisa de significado e tem uma essência que vai além de apenas mostrar o meu dia. É algo que deve fluir, aparecer com a inspiração e ser completamente diferente do mecânico, daquilo que a gente faz sem pensar e só por fazer. Vou continuar fotografando, é claro, pois isso se tornou uma paixão nova para mim e que só pude praticar esse ano. Só não vou mais entrar nesses projetos enquanto não me sentir apta a isso. É difícil, complicado e, no meu momento atual, esse tipo de coisa não cabe. Então, é isso, gente. Achei que deveria essa singela explicação a vocês. E como disse o nosso amigo Coringa:




8 comentários:

  1. Agora vamos fotografar o que a imaginação mandar, quando o momento surgir, vamos fazer a liberdade do nosso olhar.

    É uma pena, mas e que sempre estou acompanhando de perto sei como estava te cansando já, foi otimo o aprendizado que nunca vai acabar.

    Te amo amore!
    e nada de ressentimentos pode deixar! kkkkk

    ResponderExcluir
  2. Projetos cumpridos cansam as pessoas, não dá mais tesão, não dá mais vontade, só a de parar... Beijo

    ResponderExcluir
  3. hauehueh... eu tb abandonei alguns projetos...
    realmente tudo o que se torna obrigação é péssimo e nao fazemos com o coração !

    umm beijooooo

    ResponderExcluir
  4. Ah, que pena, Lux! Ainda mais depois de 200 e tantos dias....
    Mas tem coisa que também não adianta levar para frente se não tá fluindo, né?
    Foi a decisão certa, oras... E quando sentir vontade de voltar, é só voltar ;)

    ResponderExcluir
  5. Achei uma pena você não ter terminado o projeto porque raras vezes vi pessoas irem tão longe nele. Mas você tem toda a razão: se não lhe dá mais prazer e se tornou uma obrigação, é melhor abandonar mesmo. Gostei muito das fotos. :)

    ResponderExcluir
  6. Poxa, eu gostava das explicações que você colocava nas fotos. Achava isso bem legal. Mas essa obrigação de postar as fotos, realmente é muita chata. Uma vez me animei para participar de um projeto desses, mas desisti na primeira semana. Pode parecer frescura, mas acho que fotografia é como a escrita: precisa de inspiração. Beijos!


    PS: Eu também não me expressei direito lá no outro comentário. Mas é que eu sempre li os seus textos e vi o quanto o você se esforçou para terminar a faculdade. Aí, achei meio injusto que agora você estivesse assim, com dúvida das suas vocações.

    ResponderExcluir
  7. Entendo você!
    Na verdade qualquer coisa que nos dá prazer e vira obrigação é complicado.
    Antes menos do que mais... espero que você continue fotografando, mas sem aquela obrigatoriedade do projeto e assim possa mostrar através delas um pouquinho do seu dia a dia :)

    :*

    ResponderExcluir
  8. Também passei por isso... Perde-se toda a diversão quando acaba virando uma obrigação.
    Att.,
    Luks

    ResponderExcluir