Never give up

19 de abril de 2012 //

Wonderwall by Oasis/oasis on Grooveshark 

Nunca fui daquelas pessoas que se vestem de otimismo e revolucionam seus dias na tentativa de realizar seus sonhos. Eu não tenho sonhos. Tenho vontades aos montes, isso sim. Não sei dizer que tudo dará certo e que se deu errado hoje, é porque as coisas acontecem ao seu tempo e não é chegada a hora ainda. Se dá errado eu entristeço, trago a tona o pessimismo e penso logo que a culpa é minha, que o meu jeito de ser não condiz com o mundo.

Certa vez me disseram que o que me falta é garra, força de vontade. E sabe aquelas palavras que sua mente guarda até o fim da vida e traz a tona justamente nos piores momentos? É bem por aí. Realmente não me vejo assim, com fome de vencer. Me condeno por isso, mas as circunstâncias da vida me fizeram assim e bem, é uma batalha diária tentar modificar essa lógica. Eu não tenho garra, mas tenho vontade de vencer, serve? O único problema é que me abalo fácil, sabe? Um vento mais forte já me faz recuar, pensar em dobro, titubear.

Minha cabeça funciona rápido e em segundos já estou pensando no problema, fazendo uma catarse mental e tentando entender os motivos de ser desse jeito. Eu sofro. Mas nada que algumas boas horas de choro e um dia mais introspectivo não resolvam. Eu volto ao normal. Sempre volto. E se não desisti de várias coisas ainda, é porque existe algum motivo. Talvez a minha esperança seja inconsciente. Existe, não tenho acesso direto a ela, mas sei que ela está em algum lugar de mim.

E por mais que o desespero bata, depois que ela passa é que percebo que existe algo que me mantém sempre na estrada. Está ali, sempre ao lado, mostrando que por trás de toda escuridão, ainda existe luz. Não me deixa desistir. Me faz suportar. E percebo que preciso disso, desse algo, pois na maioria dos momentos o que preciso é de um empurrão. Pois depois que tudo passa, por mais discreto que seja, o único pensamento que tenho é o de nunca, nunca desistir. E não desistirei.


Imagem: we♥it.

9 comentários:

  1. Viver para realizar as vontades, e nunca desistir.

    Todos os dias te vejo, passo, ando, e vivo contigo
    e Te Amo mais!

    ResponderExcluir
  2. Que texto cativante!

    [eu tb tenho algumas luzes q se acendem ao final do tunel.]

    beijo

    ResponderExcluir
  3. Sou exatamente assim, acredito que esse negocio de desistir, ou pensar bastante depois de ver que vai ser dificil é porque me considero um pouco fraca, mas não desistir é o que me faz ser mais forte.
    Belo texto, beijos.

    shakespearementiu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Não desistir é um bom pensamento. 

    Quanto a mim, eu me nutro de estímulos externos. Se alguém fala sobre um curso, um livro, um lugar a conhecer... lá fico eu animada. Também quando sou estimulada no mestrado (Psicologia Clínica, na PUC-SP) a produzir algo, assim vou eu, respondendo as demandas. Acho que sem demanda eu não caminharia tão bem, mas tenho meus sonhos, só meus, aqueles que colocamos na lista das coisas a se fazer antes de partir, e tenho realizado muitos deles. Mas eu me considero pró-ativa e estratégica. Também fiz gestão de projetos, e alavancar projetos é comigo mesmo.

    Não desista nunca, e seja persistente também. Às vezes um sonho não se realiza naquele momento, mas em outro ele se torna realidade.

    ResponderExcluir
  5. Fotografia, café, psicologia, e canceriana. Pontos em comum. 

    Felicidades para ti.

    ResponderExcluir
  6. Uhn... Comigo há tanto otimismo, tanta vontade e tão pouca ação. Sou dessas que nunca desiste também, mas que pouco faz pra que as coisas que deseja muito se tornem realidade. Também seja mesmo isso, sobra de vontade e falta de garra. O importante é que continuamos. :)

    ResponderExcluir
  7. Me sinto exatamente assim, nesse exato momento, rs. E posso dizer que não sei, mas mesmo depois de horas de choro sem um motivo aparente, e de muito pensar, ainda estou aqui, e a última coisa que penso em fazer é desistir. Engraçado, né? 
    Adoro seus textos e a forma doce e sincera que escreve :)
    Desejo que você nunca desista, mas que a cada dia, encontre um novo motivo pra prosseguir, mesmo que não seja fácil. Acredito que só o fato de tentarmos, e não nos entregarmos no primeiro obstáculo, já é sinal de muita força.
    Tudo de bom. Sempre!
    Beijos! 

    ResponderExcluir
  8. Do pouco que conheço de você e das leituras que faço dos seus secritos, o nome do blog "caixa preta" é uma metáfora de você, porque você é uma caixa preta que guarda segredos e revelações, vontades e forças ocultas que emergem silenciosamente como chamas da sua alma.


    Abraço!

    Saudade de ler você.

    ResponderExcluir