Ei amor, devolva a minha música!

12 de março de 2012 //


Por um mundo onde os amores que não vingaram não carreguem nossas músicas favoritas.


Andei pensando nessa frase desde o dia em que dei de cara com ela no Twitter e ontem, depois de ler o texto da Lu, fiquei pensando mais ainda. Acho que é uma sensação geral. A maioria das pessoas que já teve um relacionamento que não vingou, já pegou abuso de alguma música, seja porque ela lembra o(a) ex ou porque lembra algo que te faça pensar ou sentir algo estranho em relação ao que passou. Sério, acho que isso é um acontecimento quase unânime na vida das pessoas.

De repente, aquela música que era só amor (ou nem tanto), se transforma na sua melhor opção para ficar naquela fossa que quase te leva ao suicídio. E ainda pode acontecer, como é o meu caso, de você simplesmente não conseguir mais escutar uma música/banda só porque ela te lembra algo chato. Antes você gostava. Hoje você odeia ou entrou para o grupo dos que dizem "tanto faz".

A questão é que os amores falidos sempre levam um pedaço de nós, mesmo que esse pedaço seja apenas uma parte do nosso gosto musical. Tudo depende da relação, do trauma, do fim, de você. Não podemos generalizar, como sempre. Seria lindo se as músicas continuassem intactas, mas elas são também são vítimas dos fins, assim como nós. E se hoje eu amo O último Romance e vou ao show dos Hermanos com o meu amor, você pode se lamentar horrores e odiar a banda só porque ela te lembra coisas dolorosas. É aí que entra a frase da Karla. Os amores não vingam, arrebentam corações e levam músicas para a fossa. O que se há de fazer?

Então, como não poderia ser diferente comigo, pensei na minha playlist de músicas discriminadas ou pelo menos reflexivas. Porque não, minha vida não foi só amor e antes do namorado eu também tinha as minhas dores de cotovelo e tinha uma ótima playlist de músicas desse tipo. Daí que resolvi reuní-las só para exemplificar o post. Aviso logo aos que sofrem do coração ou tem tendência à depressão e melancolia, que ouçam com moderação. Não quero ser acusada de homicídio depois.


15 comentários:

  1. E com o novo amor tem aquela que serão e são salvas novamente,

    Te amo pequena!

    ResponderExcluir
  2. Isso aconteceu comigo e acontece sempre né, não só tenho músicas/bandas que não ouço mais por causa de relacionamentos fracassados como por me lembrarem de certas pessoas que não quero mesmo lembrar, na minha playlist está Legião Urbana, quero matar o cara que me fez deixar de ouvir eles,mas não dá, não consigo ouvir sem lembrar do ex imbecil --' rs E engenheiros do Hawaí que peguei nojinho só de pensar na banda,por que meu outro ex é FANÁTICO por ela :/ E ainda tem Fresno que nunca mais ouvi por causa desse mesmo ex do Engenheiros. Me sinto triste agora :/ rs

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com/ 

    ResponderExcluir
  3. Lu, legal um post render =D ou melhor um Tweet que você deu RT render hehehe

    Seguinte essa Último romance dos Los hermanos (assim como todas da banda) me lembra meu primeiro namorado e sério muito legal que a gente tá se alertando quanto às notícias do show deles por aqui... quem sabe primeiro alguma novidade avisa o outro... então é uma música que eu ouço, me lembra e sempre vai lembrar ele, mas que já não dói. Como quase todas que eu coloquei naquela lista!! 

    Seu post ficou lindo!! =D

    Bjos, boa semana!

    ResponderExcluir
  4. Maria Fernanda Probst12 de março de 2012 21:15

    Primeira coisa que fiz quando comecei a ler teu texto foi correr no facebook pra ver se teu relacionamento estava a salvo. E estava, ufa!
    Depois parei pra pensar em todas as músicas que nãodápraouvirsemlembrardele e concluí que todas do pearl jam (principalmente aquela com gosto de café da manhã: Unthought Known), todas do los hermanos (aprendi a ouvir com) e todas do dvd do marcelo camelo (que ele quem deu). Depois tem outras, mas menos doloridas, tipo "adocica, meu amor, adocica."

    ResponderExcluir
  5. Eu preferia que do fracasso do amor leva-se apenas as coisas ruins, não gosto quando ele leva as minhas melhores musicas, eu não sei ouvir cpm22 sozinha, principalmente o chão que ela pisa,me destrói! curti a playlist e não tentei suicídio, apenas dei uma choradinha, hehe! 

    ResponderExcluir
  6. Ai Jesus, gêmea. Fiquei melancólica! 
    Nunca tinha parado pra pensar em quantas e quantas músicas deixei pra trás por causa de um amor que não vingou, e minha nossa... Que coisa triste!
    E essa sua playlist é pra matar, viu? Hahaha...
    Amei esse post, e isso é PRA TODO MUNDO!

    =*

    ResponderExcluir
  7.  Pois é, gêmea, só parei pra pensar nisso depois que li o tweet.
    Minha playlist é homicida kkkk

    ResponderExcluir
  8.  Eu também tinha uma cisma com Legião, mas com o tempo fui deixando de lado. Teima mesmo eu tenho com a do Payo Fu que abre a playlist.
    Mas olha, acho que com o tempo as músicas vão renovando seus significados, quem sabe?

    Beijo!

    ResponderExcluir
  9. Esse tweet realmente rendeu, viu?
    Eu tinha cisma com Los Hermanos também, mas assim como tu disse, já não dói mais. Acho que o importante é isso, não doer.

    Obrigada, Lu!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  10. HAHAHA, tinha que se certificar, né?
    É complicado. Algumas sempre vão doer mais ou vão ficar marcadas pra sempre, pelo menos eu acho.

    ResponderExcluir
  11. Concordo contigo. Antes eu também não podia ouvir CPM22, só me lembrava dor de cotovelo.
    E ufa, ainda bem que você sobreviveu à playlist. Chorar às vezes é bom.

    ResponderExcluir
  12. Temos algumas deprê songs em comum. Pior que eu sou daquelas que nunca deixa de ouvir. Xingo, reclamo, mas nunca paro de ouvir.

    ResponderExcluir
  13.  Algumas eu não conseguia ouvir de jeito nenhum, mas com o tempo fui conseguindo. xD

    ResponderExcluir
  14. I'm gone to tell my little brother, that he should also visit this web site on regular basis to take updated from newest information.
    Feel free to surf my web page ; mouse click the up coming internet site

    ResponderExcluir
  15. This excellent websitе really has all the information anԁ facts I wanted concernіng
    thіѕ subject and diԁn't know who to ask.

    Here is my website - prweb.com

    ResponderExcluir