O fim não tem fim

20 de dezembro de 2011 //

Metade de mim
Agora é assim
De um lado a poesia o verbo a saudade
Do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim
E o fim é belo incerto... depende de como você vê
O novo, o credo, a fé que você deposita em você e só
[O Teatro Mágico]


E chegou o fim. Cinco anos se passaram. Um longo período chegou ao fim e todos estão elaborando seus lutos, cada um a sua maneira. Superamos nossos limites e nos mostramos heróis da resistência. Resistimos às dificuldades do vestibular e depois fomos resistindo às outras tantas dificuldades que apareciam a cada semestre, às disciplinas entediantes, os professores cansativos e aos estresses por causa das tão temidas provas. Vencemos.

Como um colega disse na nossa aula da saudade, foi o amor que nos trouxe até aqui, aos nossos últimos momentos como estudantes de Psicologia. Foi o amor ao curso, presente em alguns desde a escolha e sugindo em outros ao longo do curso, como foi comigo. O amor dos amigos, namorados, noivos, maridos, familiares de um modo geral. Foi o amor plural que nos fez resistir, superar e amar cada vez mais. A querer finalmente chegar a esse momento e dizer "enfim, Psicólogos".

Por mais que saibamos desse momento desde o começo, não nos preparamos. De fato, ninguém está preparado para se despedir de uma rotina, dos amigos, do status de estudante, para enfim abraçar esse mundão de meu deus. É difícil. O luto é sofrido como a perda de uma pessoa querida. Dá uma tristeza safada, daquelas misturadas com alegria. E também dá medo pelas possibilidades de futuro que a maioria de nós não sabe sequer como será.

E nessa misturada de emoções, nos resta encher o peito de esperança. Aproveitar o ano que também vai embora e pensar que temos agora uma possibilidade de renovação. É nisso que tenho tentado pensar, apesar da dorzinha no peito por saber que, a partir de agora, tudo será diferente. Apesar disso, estou feliz por finalmente concluir uma etapa da vida, um sonho que foi se construindo ao longo do tempo. Agora é correr atrás e concluir o resto do sonho. E como diz a música, deixa chegar o sonho, prepara uma avenida, que a gente vai passar.



Pois é, minha gente. Chegou ao fim o meu curso de Psicologia e agora já posso tirar o "quase Psicóloga" do meu perfil. Agora é esperar o começo da pós-graduação (que já me inscrevi e só falta a matrícula). Enfim, formada!

16 comentários:

  1. Te entendo, um pouco.

    Por mais que reclamemos do momento escolar, acadêmico, ele nos dá uma zona de conforto. Por isso acabamos sentindo falta depois. Apesar de saber que devemos estudar, ouvir os professores, fazer as provas, estar ali, como aluno, é muito tranquilo. E a cobrança não é tão arrebatadora. Depois, quando já chegamos ao fim, é que complica. Ali somos nós, e nós, e nós. E nossa força de seguirmos em frente. E nossa força pra conseguir construir uma vida. E nossa força pra dar alguns primeiros passos sozinhos. E nossa força, pra toda a vida. 

    Acho tão bonito ver as pessoas concluindo etapas, mesmo sabendo que nisso haja um fim. Parece que quando a gente termina o estudo de alguma coisa vai ficar mais fácil, mas é aí que começa realmente a batalha. 

    Vou estar torcendo aqui por você. E tenha força, mas se precisar, tem um amigo, bem aqui. Sorte na vida e na profissão, Dra. rs.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Ahh, Lu, parabéns por ter sobrevivido a essa fase e coragem para encarar a próxima. 
    Agora aproveite as boas lembranças para sorrir sempre que lhe bater a saudade!

    =)

    ResponderExcluir
  3. Oi Luciana,

    Sei exatamente sua sensação, estou terminando meu curso e o que sinto é saudade, um medinho, um frio na barriga, mas, tudo é processo e agora é continuar. Parabéns! Que 2012 te traga muita coisa boa!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Lu :)
    Faz mais de um ano que me formei... 
    não sinto saudades, as vezes penso que nem parece que fiz faculdade...
    dos 60 ficaram 40 alunos... desses 40 falava com poucos, infelizmente cai em uma turma muito da estranha, pessoas que eram incapazes de amar ou ter qualquer outro sentimento bom.

    Acho tão bonito e me emociono quando vejo depoimentos de pessoas que vao sentir e sentem saudades do tempo da faculdade que se foi, mas que muitos ou pelo menos alguns amigos ficaram... :) e isso me conforta :)

    :*

    ResponderExcluir
  5. Tu falou a verdade, Fê. Estudar nos deixa em uma zona de conforto da qual é difícil sair... é difícil admitir que se está crescendo, principalmente para mim.

    Obrigada pela força e sei que posso contar com você!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Obrigada, Ana! E sim, sobrevivi a essa etapa e espero muito sobreviver à próxima kkkk
    Beijo!

    ResponderExcluir
  7. Realmente, tudo é um processo e precisamos encarar isso não como um fim, é apenas a metade do caminho. Obrigada pelas palavras e um ótimo ano novo pra tu!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  8. Olha, minha turma também era bem estranha. Nunca chegávamos a um consenço e tudo virava discussão, mas ainda assim vou ficar com saudade do pessoal, dos rostos conhecidos e das pessoas mais próximas... formávamos um conjunto sem o qual eu não consigo me ver, fica faltando algo, aquela sensação confortável de estar entre os chegados.

    O que mais me dói e a certeza de que muitos de nós vamos nos separar com o tempo... é a incerteza do amanhã. Sou muito insegura. xD

    Obrigada pelas palavras!
    Beijo pra tu!

    ResponderExcluir
  9. E bate aquela vontadezinha de choraaaaaar =/
    Amo você, vou morrer de saudades!

    ResponderExcluir
  10. Ai que invejinha!
    Boa sorte, e aproveite! Vai ser incrível a vida de formada :)

    ResponderExcluir
  11. Tudo que começa tem seu fim, que seja cada vez melhor daqui pra frente. Um ótimo ano que está chegando.
    www.mylittledecoy1.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Teatro Mágicooooooooo AAAAAAH!

    ... passou.

    Ai, Teatro Mágico! *_*
    Enfim. Prefiro dizer que nada tem fim, mas tudo se modifica. É menos doloroso pensar assim. Pense que agora você tem um novo caminho, cheio de novidades, desafios e coisas boas que irão fazê-la amadurecer! Da faculdade, só irá restar aqueles que mudarão sua vida de alguma coisa. Boas vibraçõoooes pra 2012, Dona Psicóloga! :D

    ResponderExcluir
  13. Ah, é verdade gêmea, dá uma vontade de chorar... mas temos que seguir em frente, certo?
    Já estou morrendo de saudade!
    Te amo! ♥

    ResponderExcluir
  14. Obrigada!
    E espero que a vida de formada seja incrível mesmo kkkk
    Beijo!

    ResponderExcluir
  15. Sim, tudo que começa tem que terminar em algum momento, mas é um pouco doloroso mesmo.
    Obrigada pelas palavras e um ótimo ano pra você!

    ResponderExcluir
  16. kkkkkkkkkkk Morro com esse teu amor pelo TM.
    Concordo contigo, é menos doloroso pensar que não é o fim, daí o nome do texto. Só preciso ver as coisas acontecerem, daí deixo de me sentir meio triste feliz.

    Que 2012 seja ótimo para nós e você continue escrevendo tão bem, porque olha, adoro teus textos!
    Beijo, dona circense!

    ResponderExcluir