Reflections of a skyline

by - 23:08




E eu quero te fazer sorrir, brincar de contar os sinais do teu corpo e te fazer leite quente antes de dormir. Quero usar tuas roupas depois de tomar banho, sentir o cheiro do teu perfume exatamente na curva do teu pescoço e ficar com sono enquanto te ouço falar. Quero te tocar. Te olhar. Eu quero dizer que adoro te ver desenhar, me vingar te fazendo cócegas, rir das tuas caretas e das tuas piadas. Eu quero não rir das tuas piadas. Quero sentar no terraço e esperar você chegar. Abrir o portão, fechar as portas.

Eu quero ficar na cama enquanto você toma banho, beijar seu rosto ainda molhado, te fazer massagem. Quero segurar sua mão e caminhar pela rua, dividir o mesmo sorvete, tomar coca-cola no mesmo canudo e não ligar para isso. Te encontrar em qualquer lugar e conversar sobre o meu dia. Eu quero saber do seu dia. Rir das minhas neuroses. Quero ouvir sua voz no meu ouvido, sentir sua pele na minha pele e seus lábios nos meus lábios.

Quero te mostrar músicas que você certamente irá amar. Ouvir suas músicas, que provavelmente não vou gostar. Ver filmes maravilhosos e horríveis também. Eu quero te contar sobre o episódio que vi daquela série enquanto você estava na faculdade. Te querer quando acordar, mas te deixar dormir um pouco mais e ficar deitada ao teu lado, apenas olhando. Te dizer o quanto adoro seu sorriso, seus olhos, seus lábios, suas pernas, seu pescoço. Dividir o mesmo lençol, te ver do lado direito da cama e ocupar o lado esquerdo.

Eu quero me preocupar quando você não der notícias e demorar a ligar. Adorar quando você chegar antes da hora. Te dar aquele livro, aprender sobre assuntos que você gosta. Me arrepender quando te deixar quieto e ficar feliz quando você me disser que está tudo bem. Quero olhar nossas fotos e desejar ter te conhecido desde sempre. Te abraçar quando está angustiado, ser abraçada quando estou angustiada. Quero te irritar, te desejar e fazer manha quando estou perto. Fazer manha quando estou longe. Me derreter com tuas surpresas, me apaixonar mais a cada gesto e te amar mais a cada minuto que passa.



Completamente inspirado pelo curta "Reflections Of a Skyline".

Imagem: daqui.

Você também pode gostar

14 comentários

  1. E somente te amar, infinitamente todos os dias!

    te amo! amoR!

    ResponderExcluir
  2. Nunca nem ouvi falar nesse curta, mas pelo sou texto fiquei LOUCA pra assistir... deve ser daqueles que te fazem sentir profundamente, né mesmo? Mas vou deixar isso pra depois, pois preciso dormir daqui a pouco. heh

    Beijo
    saudade dos seus escritos.

    ResponderExcluir
  3. Parece interessante e mesclado com uma tal história de uma tal menina, de uma tal Caixa Preta...

    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Essa Lú, sabe contar e desenhar histórias que se passam aqui no meu peito. E deu uma vontade louca de ler, reler e suspirar...

    Beijooo

    ResponderExcluir
  5. Se esse texto tivesse sido escrito por meus dedos, o complementaria com " queria que você existisse ". Porque meu destino ainda não trouxe ninguém assim para mim =/
    Texto maravilhoso :*

    ResponderExcluir
  6. Lu, realmente o curta é lindo e seu texto ficou lindo também! Essa coisa de aprender sobre algo que ele gosta, é tão legal. Pra mim o amor se revela aí, quando a gente se interessa por algo por eles. Lindo!

    Bjos e bom resto de carnaval!

    ResponderExcluir
  7. Lux, amada!
    Perfeito, vou mandar o link para meu bem...
    Beijos com saudade

    ResponderExcluir
  8. e ainda dizem que a rotina mata o amor...

    ResponderExcluir
  9. Sempre o amor... sempre!!

    adorei aquii :0
    seguindo, beijo

    http://pathyoliver.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Esse curta é uma coisa linda de meu deus...
    E esse seu texto eu li suspirando 45 vezes. Sério, eu contei rsrs...
    É só isso que todo mundo quer, qual a dificuldade minha gente?!?

    Adorei, lu! >,<

    ResponderExcluir
  11. Não posso ler essas coisas que você escreve. Não agora, do jeito que estou. Já começo a chorar :(

    ResponderExcluir