Transbordamento

by - 20:16


 
E eu te tive em meus braços e estive nos teus por quanto tempo? Meu deus, quanto tempo se passou? Não consigo contar, os números me fogem e não sei precisar se foram apenas segundos que pareceram horas ou dias que pareceram anos. Talvez tenha sido uma noite, o tempo exato de um filme. Teriam sido dois filmes? Só sei que não foi tempo suficiente, tenho certeza. Suficiente pra quê, tu me perguntas sem entender nada. Sei que ninguém entende. Não foi tempo suficiente para matar essa vontade que trago em mim e já está entranhada no meu corpo inteiro.

Tenho vontade de tudo, entende? Digo "tudo", porque essa é a palavra que mais se aproxima da definição dessa minha vontade. Vontade de tudo, repito. Nos momentos em que sei que estás aqui e sinto teu corpo colado no meu, é como se minha respiração se tornasse mais imperceptível do que já é. É como realmente estar vivo e não sentir, de tão suave que a vida, nestes momentos contigo, chega a ser. Nenhum problema pesa, qualquer coisa feia do mundo fica invisível e eu passo a nem ligar para o aquecimento global ou a fome da África. É um pouco cruel, eu sei. Mas a questão é que quando estou a teu lado, o aquecimento global queima em mim, entende? A minha temperatura é que sobe, o meu coração é que queima como as florestas e a fome bate em mim. Sinto fome de ti.

Você desperta em mim aquela calmaria paradoxalmente agitada, aquela que dá vontade de dormir e acordar contigo e também de não dormir e ficar acordada contigo a noite toda, entende? Você entende, eu sei. Contigo transbordo todas aquelas coisas que não sei explicar, aquelas coisas de amor que todo mundo fala e poucos experimentam. Com você a vida fica suave, o tempo se torna amigo e o coração derrete, escapole pelos gestos do corpo inteiro e te encontra em um beijo, um abraço ou algo mais.



Imagem: daqui.

Você também pode gostar

20 comentários

  1. a verdade é que saudade não passa só aumenta,
    e faz isso tudo cheio de vontades, calma, sorriso
    e lagrimas, faz esse amor assim um TUDO!

    te amo minha pequena!
    Amo! amo! e! AMO!

    ResponderExcluir
  2. Transbordamento. Sei bem como é isso aí, ó. Vivo sofrendo desse mal, que deixa a vida mais leve (:

    Beijo, moça.

    ResponderExcluir
  3. Acho incrível a forma como você escreve; sempre que passo por aqui fico encantada. Você é foda!

    :*

    ResponderExcluir
  4. .

    Lu, vi teu tumblr. Está lindo!
    Se precisar da minha ajuda pode contar comigo.

    Olha aí o link da minha filha:

    http://lumenamontenegro.tumblr.com/

    Passa lá pra visitar.

    Beijos.

    .
    .

    ResponderExcluir
  5. '.. . sinto fome de ti.' uiii .. .

    pronto, agora está devidamente creditado os últimos dizeres do meu blog - risos!

    um beijo, Flor!

    p.s.: todos dos seus blogs estão lindos, viu!

    ResponderExcluir
  6. .

    Lu, vou fazer um lá para mim também. Te seguirei de perto. Só que o meu terá outro tema.

    Vou avisar minha filha sobre o teu.

    Beijo grande!

    .
    .

    ResponderExcluir
  7. Essas vontades de TUDO no sentido mais literal da palavra é que faz valer a pena a espera e todos os poréns.

    Que venha 2011 e seja TUDO!

    Beijo Lu!

    ResponderExcluir
  8. Ai chorei aqui. Tão lindo Luciana, muito apaixonado.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  9. A calmaria provocada pela passagem de um tornado...

    ResponderExcluir
  10. Ai! Quero transbordar assim na vida de alguém. Sinto falta de 'tudo' também.
    Lindo.

    =D

    ResponderExcluir
  11. `uma maravilha se sentir assim
    Feliz 2011, cheio e repleto de poesia.

    ResponderExcluir
  12. Tarde demais para passarem mais alguns segundos, horas ou dias? Tarde demais para viverem mais uma noite ou um filme?

    Se não for, corre atrás! Hehe

    Belo texto.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  13. Transborda de beleza!
    de Amor

    Lindoooo!


    Amada um feliz 2011 pra ti!
    Super beijos
    E mais e mais felicidades e amor

    Beijaum

    ResponderExcluir
  14. Você é tão simpática e tão gente boa em suas visitas, que não te outra escolha a não ser te seguir e vir aqui agradecer a atenção nesse meu começo nesse mundo de blogs.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  15. Lú, sem palavras pra descrever... fiquei tão emocionada quando li cada linha deste texto. Incrivel, me vi em alguns trechos....

    beijocas!

    E um lindo 2011 pra vc!!!

    Que tudo de melhor se realize em sua vida!

    ResponderExcluir
  16. Luciana,

    admiro muito seu amor e poesia, mas persisto no direito de não querer um romance assim. Acho que amor está muito além de querer só o outro. É querer o outro dentro da vida que já se tem: dos ideais, dos objetivos e sonhos, da vontade de querer o mundo melhor. Isso de viver-de-amor me parece tão egoísta, às vezes. Há tanto, tanto a ser vivido, além de beijos, abraços, pernas... O que são os dois, por eles mesmos?

    São minhas questões que em nada devem te afetar, eu sei. Que seja o amor na medida e à maneira de cada um!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  17. Que lindo. Mesmo. Essa vontade, esse desejo. Eleva as boas sensações.

    ResponderExcluir
  18. Amor transborda,se mela,molha...é consumição.
    Belo texto,legal teu blog.

    ResponderExcluir
  19. fiquei com a fotografia e com você essa noite.



    algo mais.
    algo mais.

    ResponderExcluir