Falta

15 de outubro de 2010 //


As palavras simplesmente foram brincar de esconde-esconde no brejo, só pode. Sumiram todas, viraram confusão e depois vazio, nada mais. É tudo um tanto estranho, pois elas até chegam à mente, formam frases miúdas, projetos de textos, mas não chegam às pontas dos dedos. Acho que elas se perdem na corrente sangüínea, pegam a veia errada e vão parar sei lá onde.

Essa falta já ultrapassou a questão de sobrevivência e está virando questão de honra. Qualquer dia explodo de tanto acumular afetos e não conseguir expressá-los. Gesticulo, falo pelos cotovelos, choro e silencio, mas parece que ainda falta algo. Sabe como é? Preciso elaborar as coisas com palavras, preciso expor, gritar, chorar e amar através das palavras. Preciso ser mais eu, mais nós e também preciso me sentir mais últil e produtiva. Mas não consigo, é estranho e beira o engraçado, o riso desesperado e dramático, quase uma crise histérica.

Sinto muita vontade de escrever, mas onde foi parar minha capacidade? Ciclo seco, fase vazia, preocupações com o resto do mundo que não envolve o blog. É, pode ser. Mas escrever minhas grosserias ou minhas coisas fofas, cheias de mimimi, fazem uma falta gigante. Preciso voltar. É, repito como mantra, preciso voltar, preciso voltar, preciso voltar... Mas voltar para onde? Para mim, creio eu.


Imagem: daqui.

15 comentários:

  1. mas não as deixo sumir, junto todas letrinha por letrinha até colocar todas as frases ai no meu amor, enquando descansa de tudo...

    te amo pequena!

    ResponderExcluir
  2. melhor texto escrito sobre falta de inspiração que já li,gostei muito.
    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  3. Sabe o que é engraçado? Você fez um texto super coerente e criativo para expressar sua falta de textos :D

    ResponderExcluir
  4. Voltar a escrever pra nós, seus leitores, mas sem pressa, porque tudo que escreve sabemos que é de coração. E assim deve ser sempre, não escrever por escrever, e sim por sentir as palavras saindo da mente.
    Espero que sua 'fase vazia' passe logo, mas sempre estaremos aqui aguardando a sua volta.

    Beijos, e uma dica: café.

    ResponderExcluir
  5. Nossa, Lu. Juro, eu ando pasando por uma fase igualzinha! Hoje mesmo falei com a Fê Bellusci sobre isso... a inspiração fugiu de mim e escrever faz falta.

    Mas sei lá também escrever é parte da vida, não a vida. entende?

    Texto lindo!

    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Oi, só agradecendo pelo comentário, e seja bem-vinda.

    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  7. Se as palavras fugirem, deixe.
    O que importa é guardar os sentimentos.

    Beijo Lu.

    Saudade de estar aqui.

    ResponderExcluir
  8. Minha cara, esse texto revela bem o meu momento atual.
    Há horas que eu penso que sei o que quero dizer, como quero dizer, mas depois não sei de mais nada, perco o fio do raciocínio, me perco em tantas emoções, que já nem sei mais o que dizer.

    Preciso voltar a mim, também.

    ResponderExcluir
  9. Sabe que talvez você esteja no caminho de volta...
    Beijo grande e uma ótima semana por aí!

    ResponderExcluir
  10. MANEIRA LINDA DE DIZER EM UM TEXTO OTIMO QUE NÃO TEM EXPIRAÇÃO EM UMA EXPIRAÇÃO..RSRS...
    ADOREI...

    aDOREI TUDO AQUI...

    ResponderExcluir
  11. Talvez o caminho de volta comece daí, desses questionamentos da falta.

    ResponderExcluir
  12. A falta, a ausência, o vazio, o eco, ah, somos tão fragéis, não é? Quando achar que deve voltar, volte, o mundo precisa de um pouco mais de ti, okay?


    Beijos, Charlie B.

    ResponderExcluir
  13. Acho que tú encontra letras na imensidão do oco. O vazio lhe abrange e tú semeias sorrisos.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  14. Que lindo isso aqui.
    Bem que a Dica me avisou que eu teria grandes descobertas na esfera virtual.
    Mesmo não tendo o que escrever nesse moomento o que passou, o que escreveu .. e eu li me maravilhou. Belissimo o blog.

    Beijo

    ResponderExcluir
  15. Te de umas semanas de folga. Respira ares novos, sonhe novos sonhos e recomece. Costuma funcionar... Deixa fluir, quando for pra palavra sair, ela sairá.

    Beijo Lu.

    ResponderExcluir