Perdas

by - 10:09


"Depois de ter você,
pra quê querer saber que horas são?"
(Adriana Calcanhotto)


Foi tomada de assalto, surpreendida quando menos esperava por aquilo que dá no coração. Paixão-amor avassaladora que varreu sua vida levando-lhe tudo aquilo com que ela já havia se acostumado. Perdeu muito, é verdade. Todas aquelas coisas em que ela acreditava fugiram rápidas como quem foge pela janela com medo de ser pego depois de ter feito algo proibido.

Desapareceu aquele sorriso amarelo-desbotado e que raramente transbordava alguma alegria. Alegrias quase não haviam, eram pequeninas e escondidas por detrás das chuvas insistentes que caiam de seus olhos. Isto também se foi. A chuva deu lugar ao reflexo das cores dos dias de sol e o que antes era cinza tornou-se colorido. Dentre as perdas também estavam aquele tédio sempre presente e que também fugiu sem deixar pistas. Foi para nunca voltar.

A solidão saiu pela janela, evaporou e misturou-se ao vento. O jeito introvertido deu lugar à bipolaridade sentimental e os dias passaram a ser regados por uma mistura de felicidade e tristeza batidas no liqüidificador. O vazio tornou-se cheio, o frio ficou quente e o pouco passou a ser muito. A vida criou raízes, vinculou-se com força e perdeu a vontade de desaparecer de repente.

Depois de tantas perdas e nenhum dano, os caminhos mudaram e os sonhos surgiram. Um mundo novo passou a brilhar nas minhas retinas, o coração passou a bater com mais força, o cuidado passou a se mostrar nas pequenas coisas e o amor a mostrar-se em cada pétala de flor aberta no início de todo santo dia. Tudo isso, depois de ter você.



Imagem: daqui.

Você também pode gostar

8 comentários

  1. E são tantas perdas, que o coração esquenta, transborda pelos olhos,
    e os sorrisos se misturam em uma constante chuva de amor.

    Te Amo! minha pequena!
    assim pra sempre sabe...
    te amo!

    ResponderExcluir
  2. Está parecendo eu nesse texto..uma mistura de sentimentos..de perda,de saudade..
    Mas sabe que sempre vem alguém que nos faz sentir de novo,o que já não sentíamos mais ;)
    beijos ;*

    ResponderExcluir
  3. Que seja doce e eterno [mesmo que eu não acredite no "pra sempre"]

    Beijo doce em ti Lu!

    ResponderExcluir
  4. Depois de ter você os meus olhos se fecharam para o resto do mundo. ^^


    Lindo Luciana. Vc continua muito forte, falando de amor.

    ResponderExcluir
  5. A flor abriu e espalho polén pela terra. Cheiro de novidade, de renovação. Início de vida que nasce da semente, da reprodução. Orvalho que cai para semear paixão.

    ResponderExcluir
  6. Os caminhos sempre mudam para quem nao tem medo de andar.

    ResponderExcluir
  7. ê Luciana...fa tempo que nao escreve né? Atualiza que teus textos sao bacanas

    ResponderExcluir
  8. Luciana, adorei teu blog. Cheguei aqui através do blog de Sal - Nunca soube se Prestava .... (que adooooooooro).
    Menin, tava lendo teu texto e me vendo.... emoções demais uma pessoa causa na vida da gente!
    bjsss

    ResponderExcluir