Partir

by - 22:47


"O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar distraído..."
('Epitáfio' - Titãs)


Porque chega algum momento na vida em que é preciso ir embora. Partir de uma maneira diferente, sem volta, eterna. É sair da vida por qualquer que seja o motivo: doença, desistência, acidentalmente e por aí vai. Estranha é a maneira como lidamos com essa partida. A morte de alguém próximo pode nos deixar um tanto neuróticos, com tantas interrogações e pensamentos que não chegam a caber na nossa mente sem tamanho definido.

É pensar que a vida é imprevisível demais e que vários são os 'se' de cada acontecimento. Simplesmente saber que podemos sumir ou perder no próximo minuto e não sabermos encarar isso. É mais fácil viver negando, fechando os olhos ou apenas sem pensar. Deixar a neurose de lado e viver, ver o pôr-do-sol de cada dia, os momentos com chuva e as pequenas bobagens diárias.

Eu tento, nós tentamos. Mas em momentos como este, é impossível não sentir uma pontada de medo e vontade de ser acolhido em sua dor particular. É só um momento, logo passa. Ele se foi, mas nós ficamos e com uma vida para aproveitar.



Ps. não sou boa com despedidas e nem homenagens, é apenas um desabafo para um momento crítico. Beijogeral e obrigada pelo apoio no post anterior.


Imagem: daqui.

Você também pode gostar

15 comentários

  1. Tem dor e tristeza que é tamanha que não cabe em palavra e frase alguma. O jeito é deixar o barco correr enquanto o rio de emoções se agita.
    Numa perda é difícil encontrar algo de conforto pra consolar alguém, mas de qualquer forma espero que venha a serinidade e conformidade.
    Beijos, mamis!
    Ps.: Sumo mas reapareço.

    ResponderExcluir
  2. Complicado dar com a perda. Não sabemos passar pelo luto e voltar a viver, compreendo cada palavra porque passei por isso quando perdi minha avó. Mas, o importante é saber dar a volta e viver, cada momento, dizer cada palavra.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Ola. Achei seu blog e gostei muito, estou seguindo... quando puder passa la?? Se puder me siga tambem?! Beijos

    ResponderExcluir
  4. A despedida sempre tem uma poética interessante.
    A evidência presente nos detalhes até torna um pouco impercetível
    a pior sensação advinda do momento. Se reagimos à isso,
    nossa alma só constata o elo que temos com esse exterior que nos cerca. Como adeptos e amantes desses sentimentos, não há despedida que não dê saudade. Não há sentimento que não desperte indiferença.

    Porque aprendemos que partir, às vezes, não é ir. Mas ficar...

    permanecendo para sempre no coração de alguém. Ou estando na eternidade daquela momento que veio e passou.

    Texto bonito Lu.

    Se cuida querida.
    =)

    ResponderExcluir
  5. Se isso for um desabafo, espero que fique bem logo, essas coisas passam, a beleza da memória da pessoa continua brilhando.

    Se não for, belo texto =D

    Beijão Luuuu, apareça. Hehehe.

    ResponderExcluir
  6. A palavra saudade só existe em português mas nunca faltam nomes quando o assunto é ausência, solidão apavora, mas a nova amizade encoraja e é por isso que a gente viaja procurando um reencontro uma descoberta que compense a nossa mais recente despedidia, nosso peito muitas às vezes aperta, nossa rota é incerta, mas o que não incerto na vida? [Gabriel o Pensador]

    ResponderExcluir
  7. A falta de uma pessoa não precisa ser abafada em primeiro momento, sei que no começo é uma saudade ruim mas com o passar do tempo vem aquela saudade boa. Mas não tem jeito, sempre existirá perdas até mesmo porque esse é o curso natural das coisas..
    beijos

    ResponderExcluir
  8. não é vergonha ficar uns dias 'in' :*

    ResponderExcluir
  9. Partir dói e ver alguém partir dói mais ainda. Penso que a saudade pode ser doce ou amarga, depende de como a encaramos. Tento, ás vezes, ver as coisas boas do que passou e de quem passou, mas a verdade é que ausência sempre me angustia. A falta parece me ferir por dentro. Lindo texto, lindo mesmo!
    - Comentei no post anterior a esse, agorinha mesmo. Adorei a forma como tratou do plágio. Eu sou mais de ficar triste e muda, mas fazer um post sobre isso e mostrar as pessoas que lhe plagiaram ficou o máximo. Gostei demais da idéia.


    Beijos, Mel

    ResponderExcluir
  10. Eu tenho mais medo de perder alguém que eu amo do que morrer, não que eu queira morrer nem nada do tipo, mas acho que eu sofreria muito mais se meus pais, minha irmã ou algum amigo muito próximo partisse antes de mim, o triste é que eu sei que um dia eu terei que lidar com isso, e talvez por isso eu tenha tanto medo.

    ResponderExcluir
  11. A tristeza sempre escorre quando a chuva chega. Depois, passa. Vem o céu azul e todos aqueles clichês ridículos. No mais, me calo. É, te deixo com a tua dor, porque nunca haverão palavras capazes de aliviar por completo. E espero, sentada, por perto sempre, que passe.

    Quanto ao post antigo, tem um site que procura todos os plágios:
    www.quemmeama.co.cc/

    Beijo flor.
    E um abraço de conforto.

    ResponderExcluir
  12. Me emocionei ao ler... Tô com muita emoção, mas um pouco sem palavras!

    Sinta-se abraçada por mim! :)

    Obs. Qdo essa "tempestade" passar... eu queria que vc me ensinasse o procedimento "anti-plágio"... E queria tbm te contar sobre a confusão do "plagio" que houve no meu blog!

    Bjo

    ResponderExcluir
  13. Belo texto.
    Triste. Mas belo.

    Fica bem,
    Beijooo!

    ResponderExcluir
  14. É sempre triste ter que dizer adeus.

    beijos ;*

    ResponderExcluir