Resto

21 de janeiro de 2009 //


Resto

Com raiva grito ao mundo
Toda dor que sinto por dentro
Palavras não conseguem fluir
As coisas que jogo ao vento

A chuva não vêm
Nada lava minha alma
O sol aparece e tem
A força de me fazer queimar

Muita coisa se perdeu
Pouca coisa aqui ficou
De tudo visto antes
Agora a dor restou


- Luciana Brito -

11 comentários:

  1. Vai passar, viu?!

    Essa dor vai passar sim!! hehehe... X)
    FORÇAA!!

    bjooo!

    ResponderExcluir
  2. Poema forte, sentimentos tão dificeis de serem explicados, mas que você consegue com maestria nos passar em cada linha de seus versos
    parabéns novamente

    baci ;)

    ResponderExcluir
  3. Força na peruca mulher !

    Adorei o texto.

    Abraços !

    ResponderExcluir
  4. a dor é a única que resta, é a ela que nos apegamos, quando muitas vezes nossos gritos são emudecidos pelo zum-zum-zum do mundo, e resta a alma gritar lá dentro causando uma dor que ninguém sabe que você sente, só você na solidão do espaço.

    ...

    bjos
    =*

    ResponderExcluir
  5. Fazia tempo que eu não via um blog assim tão bem feito e tão escrito com a alma!
    Adorei!!!!
    Tô add!

    ResponderExcluir
  6. Expressar em total nossos sentimentos em palavras não dá certo, realmente tem que vir de nós mesmos, das nossas lágrimas, riso, grito..
    adorei seu poema..
    baci.

    ResponderExcluir
  7. Vc realmente escreve bem Luciana.

    Grite, põe pra fora e leve vc ficará.

    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Grite então...

    Ando precisando gritar tbm...

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Grita Lu,
    grita até passar, ta?!

    Muito bom.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Luciana, por esse blog ser essa belezura que é, merece um selo!

    passa lá no blog pra vc receber o selo e participar!

    bjos, minha linda!
    ;*

    ResponderExcluir