Versos tristes

13 de novembro de 2008 //

Versos tristes

Na beleza da tristeza
Faço versos como quem chora
de dor, de horror
Por sentimentos profundos,
marcantes e torturantes.

Versos marcados
Sem muito compasso
Desesperados sem amor
Imersos em dor.

Intimidade sombria
Escondida da luminosidade
Intrusa mal quista
Desinibida e vadia.

- Luciana -

0 comentários:

Postar um comentário