Estrada

9 de novembro de 2008 //


Estrada

Caminhando na tempestade
mantendo a vida apesar do frio.
A longa estrada segue
tortuoso é seu rumo
Nada à frente
O tempo não pára
Ninguém tem piedade
Pobre alma lançada ao relento
Lutando para manter-se aquecida
Em um mundo de desafios
As estrelas são seu sonho
E esperança apesar do medo
Na longa estrada sem fim.


- Luciana -

2 comentários:

  1. "E a esperança apesar do medo"
    É minha vida, meio covarde.
    Meio com medo da estrada da vida

    ResponderExcluir
  2. O melhor é dançar na chuva!


    Obrigado pelo comentário...

    ResponderExcluir