Vem

18 de julho de 2008 //


Vem...

Vem!
Por que demoras tanto?
Não vês que te quero
E a espera maltrata meu corpo?

Vem!
Por que ficas em silêncio?
Não percebes que anseio ouvir tua voz
bem próximo ao meu ouvido?

Vem!
Por que não reages?
Não enxergas que o desejo do teu corpo junto ao meu
É o que me enlouquece nas noites frias?

Vem!
Por que desvias oa olhar?
Não entendestes ainda que só sei fazer uma coisa
E essa é te amar?

Vem!
Podes até demorar
Muitas noites e dias podem passar
Não há problema algum em te esperar
Pois farei isso na eterna esperança
De te encontrar e te amar.

- Luciana -

0 comentários:

Postar um comentário