Outra menina...

by - 00:27





Seus dias passam com emoções oscilantes e quase insuportáveis. Ela vai da alegria à tristeza em questão de momentos e isso faz com que sua tristeza seja sentida com mais intensidade, já que além dos seus conflitos “comuns”, ela ainda depara-se com a incrível variação de seu estado.



Ela tem coisas que não quer e outras que quer ter, mas isso não seria normal?

Talvez seja normal, mas ela não encara desse jeito. Elas sente que sua essência é simples, ela não deseja mais do que coisas simples na sua vida... Um amor, uma vidinha calma como aquelas dos filmes antigos, uma casinha com flores no jardim, enfim, desejos que vão contra a atualidade em que vive.



Sente que seus anseios são tão pequenos, mas nem por isso realizáveis. Uma idéia não sai da sua mente, a de que ela não consegue aproveitar os momentos de felicidade como eles deveriam ser aproveitados. Ela sente-se incrível nesses momentos, sempre ao lado da pessoa que ama, mas depois, quando a tristeza bate, ela sente tudo que realmente é... Sente-se nada!



Uma criança frágil e necessitada de cuidados... Sente falta de presença humana, de estabelecer laços mais profundos com as pessoas. Ela sente-se assim, e até isso a incomoda.



Hoje é um dos seus dias confusos. Explodiu o que sentia em palavras e lágrimas, mas isso não retira dela o peso que sente, apenas alivia até a próxima crise chegar.

Você também pode gostar

0 comentários